gastronomia

Lata ou garrafa: qual a sua escolha?

Colunista fala dos mitos que envolvem a escolha entre cerveja em lata ou em garrafa


Para um mesmo rótulo de cerveja, se você puder escolher entre lata e garrafa, o que prefere? Hoje pretendo falar sobre alguns mitos que envolvem essas opções e algumas questões técnicas.  

As cervejas lager (as que a maioria chama de pilsen) são as que se degradam mais rapidamente na prateleira, devendo ser consumidas o mais próximo possível da sua data de fabricação. Essa degradação é notada principalmente quando aparece um gosto de papelão, resultado da oxidação da cerveja.

Leia mais colunas de gastronomia e viagem

Há algumas décadas a cerveja em lata custava bem mais caro que a em garrafa, fazendo com que ela ficasse mais tempo nos estoques (distribuidores e prateleiras de supermercado), e como acontece até hoje com muitos produtos, próximo à data de vencimento, entrava em promoção. Estou querendo dizer que, muitas vezes, bebíamos cerveja em lata que já era velha, e o gosto oxidado ficava associado à lata. Mas esse gosto acontece, da mesma forma, em cervejas acondicionadas em garrafas.

A cerveja sofre com a ação da luz, que gera uma alteração em compostos do lúpulo fazendo aparecer um sabor indesejado chamado de light-struck, que pode ser facilmente descrito como cheiro de gambá. Este é o motivo pelo qual as garrafas são da cor âmbar. Mas e as cervejas apresentadas em garrafas transparentes? Normalmente estas cervejas utilizam um produto à base de lúpulo (Tetrahop) e não o lúpulo diretamente como as demais, este produto é imune aos efeitos da luz, eliminando a formação do light-struck.

A cerveja Heineken é a que melhor podemos identificar o light-struck, e eu diria que ele já faz até parte do produto, é o odor esperado quando se abre uma garrafa. Na lata, no entanto, esse cheiro não é percebido. Aqui vai uma sugestão para quem está se dedicando ao tema: Deixe uma long neck Heineken exposta à radiação solar durante uma tarde, resfrie a cerveja e abra uma lata e compare, o cheiro de zorrilho, com certeza estará lá.

Em uma pesquisa com consumidores, foram servidas cervejas idênticas, de um mesmo lote, recém-fabricadas e não expostas à luz, apenas embaladas de forma diferente e a pergunta foi, qual é a que tem o gosto melhor? 61% preferiram a cerveja servida da garrafa, 11% preferiram a da lata e 28% acharam que eram iguais.

O mesmo teste foi repetido, só que às cegas, os consumidores receberam os copos servidos, e o resultado foi: 45% acharam a da lata melhor, contra 41% da garrafa e 14% não notaram diferença.

Esta pesquisa mostra que o aspecto visual da embalagem interfere, e muito, na experiência de consumo. Apesar de a diferença estar "na cabeça" do cliente.

A lata, do ponto de vista do produto é a melhor escolha, pois não estará sujeita ao light-struck e a vedação é melhor que a garrafa, além de ser melhor de transportar e armazenar, porém a garrafa, do ponto-de-vista da experiência, é melhor, pela transparência e apresentação.

Saúde!



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190