sociedade

Os Negacionistas e a Vacina

'Não importa se fomos vacinados com a vacina X ou Y, o que importa é que todas as vacinas disponibilizadas estão demonstrando bons resultados', escreve o colunista Juliano Trindade


Desde janeiro, a população brasileira está sendo vacinada contra o coronavírus. Não importa se fomos vacinados com a vacina X ou Y, o que importa é que todas as vacinas disponibilizadas estão demonstrando bons resultados. O número de mortes diárias está alto ainda, mas não é mais o absurdo a que tristemente nos acostumamos em período recente. É lamentável, no entanto, assistir a negacionistas recusarem a vacina. As consequências desse pensamento está sendo muito observado. E para complicar ainda mais, temos uma variante extremamente agressiva.

Os negacionistas da vacina, ou os "sommelier de vacina", sao aqueles que se negam a vacinarse ou querem escolher a vacina, porque acham que a pandemia não existe ou é mais simples do que falam. Quando decidem se vacinar querem escolher com qual vacina irão ser vacinados. Essa escolha é baseada muitas vezes em conceitos político-religiosos e não científicos. A não compreensão dos conceitos da ciência têm provocado grandes estragos para toda população. Os hospitais voltaram a ter um aumento no número de internações de pessoas com COVID, que se recusaram a receber vacina. A pressão sob o sistema de saúde tem sido grande, e uma porcentagem significativa das mortes atuais decorrem de pessoas não vacinadas. Outra consequência desse pensamento é o natural prolongamento da pandemia em si. Se todos estivessem vacinados, a pandemia seria mais facilmente controlada e mais rapidamente voltaríamos a vida normal.

Parte da população brasileira, passados dezoito meses do início da pandemia, parece ainda não ter entendido a gravidade da situação e nem o que é preciso para ela ser controlar. Comportamentos e ações básicas individuais e da coletividade são difíceis de compreensão e de ação. Tais pessoas ignoram tudo e a todos e colocam a vida coletiva em risco. Mais de quinhentos e setenta e cinco mil brasileiros já perderam a vida, e muitos outros podem morrer por conta desse pensamento e decisão.

O caminho para o fim da pandemia já foi traçado, ele passa necessariamente pela vacinação em massa dos brasileiros - sem exceção! Não se vacinar não é uma opção - é imprescindível que todos tomem a vacina, para que uma proteção coletiva ocorra. Atitudes como não se vacinar demonstra ignorância e total falta de amor e respeito ao próximo. É como se alguém pudesse se colocar acima dos outros.

As instituições de pesquisa, no mundo todo, conseguiram desenvolver diversos imunizante seguros, seguindo protocolos de saúde avançados. Não confiar no trabalho destas instituições e se recusar a vacina é de uma desfaçatez enorme. Pessoas que recusaram a vacina, hoje ocupam lugares nos hospitais - por crenças sem fundamento e sem razão de existir.

Pessoas que recusam vacinas são as mesmas que negam a pandemia recusa-se usar máscara, recusam a higienizar as mãos e se negam, assim, a proteger-se e proteger ao outro. Essas pessoas, na hora que precisam, correm para os hospitais e querem a todo custo utilizar os recursos públicos para sobreviverem. Esses recursos, utilizados por causa de um comportamento egoísta e errado, certamente será retirado de outras pessoas que precisariam muito mais naquele momento.

Estamos enfrentando diversos desafios no decorrer desta pandemia, o comportamento dos negacionistas da vacina é mais um deles e tem causado problemas sérios. Precisamos enfrentar e solucionar isso rapidamente para que possamos acabar com esta pandemia e voltar à normalidade. Vencida essa barreira e outras existentes, poderemos, enfim, abraçar-nos, poderemos voltar a viver em comunidade e a festejar a vida e as alegrias. Sem nunca esquecer, todavia, àqueles que infelizmente ficaram pelo caminho e que sempre levaremos no coração e na memória


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190