sociedade

Crianças conectadas: cuidados redobrados

Colunista Fernanda Jaeger fala sobre a geração que já 'nasce' conectada


Aquelas pessoas que como eu, nasceram na década de 70 do século passado ou até mesmo antes, podem ter frequentemente o sentimento de que está tudo muito diferente atualmente. Desde a criação do primeiro computador na década de 50, muito se evoluiu no que diz respeito às tecnologias e o impacto dos novos recursos sobre a família e, especialmente, a sobre a criança, mostrando modificações bastante significativas.

Mas o que efetivamente mudou? De que maneira estas transformações interferem nas relações entre pais e filhos?

O modelo de educação, criação ou cuidado destinado às crianças, atualmente, é muito menos pautado em relações hierárquicas. De maneira geral, pode-se dizer que há mais proximidade e horizontalidade nas relações estabelecidas e, ao mesmo tempo, mais diálogo entre pais e filhos. Esta proximidade também permite que a criança tenha acesso a informações que antes eram restritas apenas a adultos. Há o reconhecimento que o advento das tecnologias, especialmente a televisão, foi um dos primeiros recursos tecnológicos que possibilitou o acesso a imagens e elementos que antes ficavam disponíveis apenas aos adultos. Como a Internet e as redes sociais isso se acentuou ainda mais.


Foto: Pixabay

Os tablets e os smartphones vêm cada vez mais ganhando espaço e se tornando objetos de entretenimento e lazer para as crianças. Basta um clique e a criança encontra na palma da mão uma infinidade de possibilidades de conectividades por meio de de aplicativos e jogos. E isso vem ocorrendo cada vez mais cedo, influenciando no desenvolvimento de habilidades e comportamentos da mesma.

Essa nova geração que já "nasce" dominando as tecnologias e tem sido denominada geração alpha por alguns autores que acreditam que crianças nascidas a partir de 2010 acabam por apresentar caraterísticas diferentes porque são mais estimuladas por estes novos recursos e pela forma como vivem.

Sobre jardins, autoestima e finanças

Abertura a mudanças, privacidade reduzida em função da publicação de situações de vida no mundo virtual, versatilidade, empoderamento são características marcantes deste novo grupo de crianças que estão mais expostas a este novos recursos tecnológicos.

No entanto, alguns cuidados são necessários:

  • não deixar a criança por muito tempo utilizar estas tecnologias, limitando o tempo para assistir vídeos e jogar;
  • acompanhar a criança durante a utilização destas tecnologias;
  • conhecer o conteúdo dos jogos, vídeos ou instrumentos aos quais a criança está utilizando, evitando aqueles que tenham conteúdo inapropriados para a criança.
  • estimular para que a criança para que faça uso de brincadeiras e brinquedos diversificados;
  • favorecer o desenvolvimento integral da criança possibilitando a ela experiências que a auxiliem neste processo sob o ponto de vista físico, emocional e social.

Doutora aos 70 anos

Neste sentido, é primordial que a família e a sociedade como um todo crie mecanismos de proteção, orientação e acompanhamento para a criança que vive nesta cibercultura, atravessada por uma conectividade e interatividade avançada. É preciso estar atentos a noção de limites, incluindo a noção do papel que cada agente ocupa neste processo, não esquecendo que mesmo que a criança seja extremamente esperta para a sua idade, ainda é uma criança e precisa ser tratada como tal.

Pais, professores e demais agentes sociais precisam se preparar para lidar com estas mudanças e auxiliar neste processo. Assim, será possível ajuda-los a construir uma cidadania digital que permita que façam uso destes recursos mas com segurança.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190