sociedade

A luta diária de pessoas com deficiências físicas

Leia a coluna de Juliano Trindade


Convive-se, no mundo inteiro, com pessoas que têm alguma deficiência. Realidade difícil para quem precisa lidar com desconfiança, intolerância e dificuldades pela maneira como vivem e como precisam adaptar-se a um mundo que não está preparado para elas. Precisam conviver não somente com ignorância e falta de empatia , mas também com falta de organização estrutural e social do meio em que vivem.

A falta de compreensão do que significa ser e ter uma deficiência traz grandes problemas para quem as tem e precisa diariamente viver em um mundo despreparado para si. Essa falta de compreensão pode provocar situações constrangedoras e tristes para o deficiente. As pessoas têm dificuldades, grandes muitas vezes, de entender e conviver com culturas diferentes. E se o diferente vem de uma pessoa, a compreensão e a aceitação é ainda muito menor.

O não entendimento de que uma pessoa pode ter uma deficiência e que ela, mesmo com essa deficiência, é "normal" como qualquer outra, no que se refere a sentimentos, desejos e sonhos. Surgem situações em que a discriminação é muito grande - e muito sofrida por aquele que é atingido. Esse ato discriminatório tem nome, se chama capacitismo, esse termo é o menos conhecido entre as discriminações. Certamente conhece-se mais outros termos como homofobia, transfobia, racismo e sexismo ... capacitismo, no entanto, é um termo pouco conhecido na sociedade em geral, mas que pessoas com deficiência o conhecem muito bem e reconhecem aquele que pratica um ato discriminatório.

O ato de discriminação mais comum certamente é a ridicularização do deficiente, praticada pela pessoa que costuma fazer brincadeiras ou tirar um sarro da pessoa com deficiência. Ouvir uma pessoa te diminuir ou falar de como tu és, agrega às dificuldades já existentes, a insegurança e a tristeza. Trata-se de uma agressão desnecessária, originada talvez pela ignorância e pela falta de sensibilidade.

Ter uma deficiência traz muitos desafios para quem as tem. A pessoa precisa saber como viver e conviver com outros, precisa lidar com sentidos diferentes e o mais importante, precisa ter uma capacidade de discernimento grande porque ela sabe que enfrentará muitos desafios ao longo de sua vida. As pessoas com deficiência, no entanto, também podem provar que são pessoas especiais, com capacidade de enfrentar e resolver dificuldades e, ainda, adaptar-se ao mundo, demonstrando condições plenas de trabalhar e fazer o mesmo que faz outro ser humano.

Deficientes provam diariamente seu esforço e sua luta por cidadania plena, fato que muitas vezes pode até não ser aceito por algumas pessoas menos conscientes das lutas diárias deles. Em diversos campos profissionais, os deficientes atuam e trazem orgulho e incentivo para aqueles que enfrentam problemas semelhantes e mesmo para uma sociedade bem resolvida, mostrando, assim, que ninguém precisa viver à margem da sociedade e que todos podem atuar e fazer a diferença.

Temos exemplos significativos do potencial de uma pessoa com deficiência que tem resultado e rendimento bem superiores ao que superficialmente se poderia esperar.As Paralimpíadas, competições desportivas promovidas para pessoas com deficiências, são hoje a grande vitrine para mostrar ao mundo situações de pessoas com necessidades especiais e o quão competentes eles podem ser.

A vida diária de uma pessoa com deficiência é sempre uma luta, transpor barreiras, conviver e sobreviver a discriminação e cumprir com suas obrigações são somente parte do seu dia-a-dia. Ao ver uma pessoa com deficiência precisamos pensar que ali está um lutador, um sobrevivente que apesar de tudo cumpre tudo a que se propõe. Ajudar se for preciso, faz parte; compreender a deficiência, faz parte; proteger contra aqueles que não a entendem, faz parte; buscar a conscientização e distribuir informações, também faz parte. Diga não capacitismo. Contribua para que o mundo seja um bom lugar para todos


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190