contatos Assine
Tribunal do Júri 

Três são absolvidos de acusação de homicídio em Santa Maria

13 Setembro 2017 00:00:00

MP pediu absolvição dos réus por falta de provas 

Gabriela Perufo

Três pessoas foram absolvidas pelo Tribunal do Júri em julgamento que ocorreu na tarde desta quarta-feira, em Santa Maria. Dario Schabat Machado de Oliveira, Ricardo Alexandre de Vargas e Jocemar Renato Trindade haviam sido acusados da morte de Elizelton Vieira Zancan em 2009. Leandro Roberto Schwantes chegou a ser réu no processo, mas morreu em 2013. 

Homem que vendia drogas perto da delegacia é preso em Caçapava do Sul 

O Tribunal do Júri acolheu o pedido feito pelo Ministério Público de absolver os três por falta de provas que os indicassem como autores do crime. Ao longo do processo, houve uma impronúncia (quando é decidido que os réus não vão para júri popular), porém, na época, o Ministério Público recorreu dessa decisão, por isso, o caso foi decidido pelo Tribunal do Júri. 

– Foi feita a justiça no caso concreto, e o promotor teve a sensibilidade de pedir a absolvição por falta de provas – defendeu José Eduardo Iop, um dos advogados de defesa de Jocemar Renato Trindade. 

Cadela é encontrada dentro de saco com as patas quebradas

O defensor público Juliano Ruschel, responsável pela defesa de Dario, explicou que o réu chegou a ser apontado como o executor na época do crime, porém, as descrições físicas feitas por testemunhas não condiziam com as características de Dario. 

– A gente sente como sociedade. Teve uma morte, e não se apurou a autoria. Faltaram provas para dizer que eles eram os responsáveis. No caso do Dario, que era apontado como executor, ele foi descrito por testemunhas como uma pessoa morena escura, e ele tem a pele de cor clara, não teria como ser ele – detalhou Ruschel. 

O CASO

No dia do crime, a vítima chegava em casa, na Vila Lorenzi, e, quando foi estacionar o carro, por volta das 18h do dia 2 de outubro de 2009, foi abordada por duas motocicletas que seguiram o veículo onde estava Zancan, a mulher dele e a filha do casal, à época com 3 meses. 

Dnit faz novo pedido para evitar fechamento da Rua Sete de Setembro

O carona de uma das motocicletas disparou contra o jovem, que acabou atingido por um disparo no pescoço e tentou correr para dentro do pátio da casa. Em seguida, os motociclistas dispararam de cinco a seis tiros contra a vítima, que até teria tentado pular um muro, nos fundos da casa, mas caiu no pátio antes disso. 

Os motociclistas fugiram do local. Zancan chegou a ser socorrido pelos bombeiros e foi levado ao Hospital de Caridade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249