contatos Assine
tem conserto

Leitor questiona tratamento do Cemitério Ecumênico

12 Abril 2018 15:04:00

Segundo a Prefeitura, a manutenção do local é feita de forma mensal


Sujeira no Cemitério Ecumênico
Uma leitora entrou em contato com o Diário para fazer uma reclamação sobre o estado de conservação do Cemitério Ecumênico Municipal. Após constatar grama alta e sujeira no local e nos jazigos, ela disse que o local está "abandonado".

O que diz a prefeitura
Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, a manutenção no Cemitério Ecumênico Municipal é realizada de forma mensal, com corte de grama, limpeza e varrição, por toda a área de 8 mil metros quadrados do local. De acordo com a pasta, também são retirados os entulhos provenientes das exumações e resíduos dos sepultamentos que acontecem, de forma diária. A prefeitura diz que a grama excessiva se deve ao processo natural de crescimento para este período, que requer corte e limpeza a cada 15 dias. Gramas e arbustos existentes nos próprios jazigos são de responsabilidade particular. Nestes casos, a prefeitura poderá notificar o proprietário para que ele realize a devida limpeza do seu jazigo.

COMO PARTICIPAR DO "TEM CONSERTO?"  

  • Envie seu relato pelo WhatsApp, para o número (55) 99973-0878, ou pelo e-mail lorenzo.seixas@diariosm.com.br
  • Não esqueça de informar seu nome completo, telefone para contato e o local do problema
  • Fotos e vídeos podem ser encaminhados para o mesmo número
  • Você também pode informar sobre as medidas tomadas por você para solucionar a situação

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249