contatos Assine
investigação

Suspeito de matar taxista de São Pedro do Sul vira réu

10 Abril 2018 17:11:00

O corpo de José Carlos Flores foi encontrado carbonizado dentro de veículo no início do mês

Foto: São Pedro Agora (Reprodução)

Pouco mais de um mês após o corpo do taxista José Carlos Flores, 69 anos, ter sido encontrado carbonizado em São Vicente do Sul, o Ministério Público do município denunciou Mikael Lopes da Silva, de 19 anos, pela morte do idoso. O crime aconteceu no dia 1º de março, e o corpo foi localizado depois que a família registrou um boletim de ocorrência pelo desaparecimento de Flores.

É falsa a notícia de que água está contaminada em Santa Maria

Há duas semanas, o delegado Jun Sukekawa, responsável pelas investigações do caso, concluiu a investigação. O jovem foi indiciado por latrocínio, ocultação de cadáver e incêndio criminoso.

Agora, o processo será remetido ao Fórum de São Pedro do Sul, cidade onde a vítima morava. O suspeito segue recolhido no Presídio Estadual de São Vicente do Sul desde a noite de 7 de março. 

O CASO
A Polícia Civil encontrou o corpo carbonizado dentro de um veículo no começo da tarde do dia 1º de março, em uma estrada do interior de São Vicente do Sul.

A identidade da vítima foi confirmada por um familiar, que reconheceu os fios de marca-passo que Flores usava. O taxista havia desaparecido na noite de quarta-feira, após receber uma ligação para fazer uma corrida.  

A CONFISSÃO 

Em depoimento à Polícia Civil, Silva confessou o crime e foi identificado por meio de câmeras de segurança, testemunhas e um vídeo de Whatsapp gravado por ele mesmo dentro do carro roubado do taxista. No vídeo, conforme informou o delegado, Silva aparece dirigindo o Uno do taxista e conta que está andando na contramão. Nas imagens, não aparece nem é feito menção ao taxista, mas, o carro é o mesmo da vítima. A polícia acredita que a vítima já estivesse morta dentro do veículo.  

Polícia investiga caso de homem que foi baleado em São Sepé

Mikael disse que pegou o táxi no ponto em que Flores ficava, na rodoviária de São Pedro do Sul, e pediu para ir até uma estrada do interior, que é uma saída alternativa do município. Quando o táxi diminuiu a velocidade para dar passagem a outro veículo, Silva enforcou o taxista e dirigiu em direção a São Vicente do Sul, onde ateou fogo no veículo com o corpo de Flores dentro. Ele alega que teria esquecido alguns fatos por estar sob efeito de droga.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249