contatos Assine
saúde pública

Reforma do Hospital Regional será paga pelo futuro gestor

06 Abril 2018 09:45:00

Obras, no valor de R$ 50 mil, seriam pagas pela prefeitura

Thays Ceretta



Foto: Gabriel Haesbaert (Diário Arquivo)/

As readequações internas do Hospital Regional de Santa Maria que seriam bancadas pela prefeitura, orçada em R$ 50 mil, agora, serão pagas pelo Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul - Fundação Universitária de Cardiologia. Mesmo com essa mudança, ainda não há prazo para os serviços começarem.

Os órgãos envolvidos com hospital - governo do Estado, Instituto de Cardiologia e prefeitura - acreditam que isso deve ocorrer ainda em abril, após a assinatura do contrato e do convênio, ainda sem data. Nesta sexta, uma reunião deve ser realizada em Porto Alegre, entre o Estado e a instituição, para decidir algumas questões relativas à abertura do Regional. 

Governo adia a data de abertura do Hospital Regional novamente

Na última quarta-feira, o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, esteve reunido com o secretário estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, para tratar dos últimos detalhes sobre o assunto. Ficou definido que o Executivo fará a limpeza externa do prédio. Já as reformas internas ficarão por conta da equipe que vai administrar o complexo.

- O Estado vai enviar uma relação para a prefeitura com o serviço que o Instituto pediu para ser feito na área externa, como verificar as paradas e linhas de ônibus, o asfalto, as questões de jardinagem, corte de grama, entre outros itens. Como eu já tenho esses serviços na prefeitura, eu não vou precisar gastar. No sábado, eu vou com uma equipe técnica vistoriar todo o hospital para ver esses detalhes. Quando estiver faltando cerca de 15 dias para a abertura, a gente vai fazer tudo isso - garantiu o prefeito.

Todo o trabalho só poderá começar depois que o convênio e o contrato forem assinados. Por isso, algumas questões ainda estão sendo resolvidas.

Confirmado primeiro caso de gripe A na região neste ano

Conforme o secretário Gabbardo, a data para a abertura do ambulatório será mantida, 30 de maio, e a parte mais complexa do convênio já está pronta.

- Faltam apenas aspectos legais, como autorizações da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). Estamos concluindo a minuta do convênio. Quando estiver tudo pronto para assinar, nós vamos divulgar. No momento em que o documento for assinado, o Instituto imediatamente começará a fazer as mudanças que têm que ser feitas para colocar em funcionamento o ambulatório - explicou o secretário.

Ainda dá para comprar remédios sem aumento em Santa Maria

O CONVÊNIO
O superintendente do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul - Fundação Universitária de Cardiologia, Rogério Pires, comenta que ainda não foi decidido se serão um ou dois documentos (um convênio e um contrato ou se ficarão em um mesmo texto). De qualquer forma, ele afirma que será assinado entre o Estado e o Instituto de Cardiologia.

- Já fizemos o adaptação do contrato, o plano de de trabalho e o orçamento. Falta receber da Secretaria Estadual de Saúde os últimos posicionamentos de formato e prestação de contas. Estamos trabalhando para que a assinatura ocorra ainda no mês de abril - disse Pires.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249