contatos Assine
experiência

Profissionais do Husm integram rede de intercâmbio na França

30 Janeiro 2018 11:40:00

Convênio foi assinado em 2016, e a primeira viagem foi realizada no final do ano passado

Thays Ceretta

Foto: Lucas Amorelli (Diário)
O médico traumatologista do Husm Luiz Fernando Weber, integrou a equipe que fez a primeira viagem à França

Com o objetivo de trocar experiência e conhecimento nas áreas de saúde pública, ensino e pesquisa clínica é que a Empresa Brasileiras de Serviços Hospitalares (Ebserh), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC) e a Associação dos Direitos Gerais dos Centros Hospitalares Regionais e Universitários da França (Conférence des Directeurs Généraux de Centres Hospitaliers Régionaux et Universitaires - CHRU) assinaram um acordo de cooperação com vigência de quatro anos em maio do ano passado.

Neste período, representantes dos 39 hospitais da Rede Ebserh de todo o Brasil e dos 32 complexos hospitalares da rede Francesa farão uma espécie de intercâmbio para troca de informações. As viagens já começaram, cinco médicos brasileiros foram conhecer hospitais de quatro cidades Francesas (Poitiers, Estrasburgo, Angers e Lille) que fazem parte do convênio Interinstitucional Internacional.

Para o presidente da Ebserh, Kleber Morais, o convênio marca a história na comunidade acadêmica, nas pesquisas e na saúde, e além disso, representa um salto de qualidade na formação dos profissionais

- Isso possibilita que pesquisas sejam feitas em conjunto e que os dois países possam compartilhar conhecimento em áreas específicas nas quais tenham expertise. Essas iniciativas impactam diretamente no fortalecimento do cenário de prática para formação dos futuros profissionais da saúde do país - analisou Morais.

Novela alerta para o preconceito com o nanismo

Dentre os profissionais que viajaram neste primeiro momento, estava o traumatologista do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), Luiz Fernando Weber. O médico que fez especialização em cirurgia da mão na França, conta que foi para a cidade de Estrasburgo que tem cerca de 300 mil habitantes. Ele acompanhou o trabalho trabalho do professor Philippe Liverneaux, especialista em cirurgia de mão, microcirurgia, videoartroscopia e cirurgia robótica.

- Desses dias que eu fiquei, ia sempre para o hospital, acompanhava bloco cirúrgico, ambulatório, cirurgias, visitei vários setores para ver o funcionamento do centro. Além disso, fizemos reuniões e planejamento das ações que poderão ser feitas no futuro, enviamos o relatório minucioso para a Ebserh em Brasília, lá eles vão decidir os próximos passos. A intenção é trazer a cirurgia robótica para os hospitais da rede Ebserh, alguns hospitais do Brasil já fazem este tipo de procedimento, alguns pelo SUS - explicou Weber.

Além do Husm, médicos de hospitais que integram a Rede Ebserh no Rio Grande do Norte, Bahia, Amazonas e Minas Gerais também fizeram visitas aos hospitais franceses. A delegação brasileira foi recebida pelas equipes das áreas de especialização indicadas em seus Planos de Trabalho, documentos preparados pelos profissionais e que fizeram parte do processo de seleção para o intercâmbio.

O interesse dos franceses, concentra-se na área traumatologia, pois o Brasil é "um país em paz, mas que tem lesões de guerra", fazendo uma referência à quantidade e gravidade dos feridos, vítimas de acidentes de trânsito e disputa por tráfico, principalmente, nas grandes cidades, conforme o médico.

- Como a França está vivendo terrorismo eles estão começando a ter este tipo de ferimentos e não tem treinamento para isso, então eles tem interesse em acompanhar os centros que são referência aqui para ver o que a gente está fazendo em um país de paz, mas que tem ferimentos de guerra - salienta

Conselho de Saúde e MPF pedem solução para superlotação do Hospital Universitário

Dentre as ações estão: o intercâmbio de profissionais de saúde, estudantes e professores coordenadores de programas de residência médica e multiprofissional; a implementação de projetos conjuntos de pesquisa clínica; a promoção de palestras e simpósios, com o intercâmbio de informações e de publicações acadêmicas e participação em congressos; e a promoção de atividades de formação profissional destinadas a profissionais de saúde, tutores e estudantes de programas de residência médica e multiprofissional.

Saiba mais: 

Sobre a França

  • A França conta, em sua estrutura de saúde, com os Centros Hospitalares Universitários (CHU) e os Centros Hospitalares Regionais (CHR). Essas unidades estão localizadas em 30 capitais regionais do país. Cada CHU e CHR possui um diretor, que se reúne aos demais pares em uma Associação (Conference des Directeurs Généraux de CHU) que, por sua vez, tem como representante um presidente, que é o signatário do convênio a ser assinado com a Ebserh
  • A implementação será feita por meio de Convenções Específicas que irão compor Planos de Trabalhos Bianuais. As Convenções Específicas serão elaboradas contemplando, detalhadamente, os temas a serem abordados, as metas, cronogramas e responsabilidades das partes. Ao final da execução da primeira Convenção Específica será feita uma avaliação do Plano de Trabalho e estabelecida programação para a elaboração do próximo, que resultará em novas Convenções Específicas e assim, sucessivamente, até o final da vigência do convênio
  • As tratativas para celebração do convênio se iniciaram em outubro de 2016, tendo sido realizadas as primeiras reuniões com o Conselheiro para Assuntos Sociais e Saúde da Embaixada da França. No início de dezembro, as reuniões envolveram autoridades do Ministério da Saúde da França, em Paris

 Sobre a Ebserh 

  • Estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas
  • O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249