contatos Assine
saúde pública

Espera para fazer exame incomoda pacientes da Casa de Saúde

06 Fevereiro 2018 19:40:00

Conforme a administração do hospital, houve uma falha no momento dos agendamentos

Thays Ceretta

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
Quem precisa fazer o agendamento de exames deve procurar a Secretaria de Saúde

"Eu saí de casa sem tomar café, peguei dois ônibus para chegar no hospital cedo e depois de esperar algumas horas me falaram que não ia ser feito o exame e mamografia? Eu decidi que não ia arredar o pé dali enquanto não fizesse o exame". Esse é o sentimento de indignação da dona de casa Diolinda Goulart, 57, que mora no bairro Passo das Tropas. Depois de esperar por cerca de quatro meses, nesta segunda-feira, ela foi até o Hospital Casa de Saúde para fazer o exame, ela chegou ao local por volta das 8h e depois de esperar algum tempo ela e outras mulheres que estavam na mesma situação, foram informadas de que não seria feito o procedimento.

- Pelas 10h um funcionário do hospital disse que os exames não poderiam ser feitos, que a gente teria que voltar de tarde ou remarcar, quando ouvimos isso, ficamos indignadas, pedimos para falar com a direção, mas ninguém apareceu, decidimos ficar até que a gente fizesse o exame - contou Diolinda.

Aplicativo é criado para ajudar no combate à leishmaniose

A mesma situação foi vivida por outras duas pacientes que também entraram em contato com a redação do Diário. Uma delas é a comerciante Jocélia Bueno dias, 62 anos. Segundo elas, haviam cerca de 30 pessoas aguardando a mamografia de manhã.

- Eu também decidi que não ia voltar para casa até que fizesse o exame. A gente queria uma solução, não é justo sairmos de casa e não poder fazer o exame sendo que às vezes ficamos meses esperando, isso não é a primeira vez que acontece - comentou Jocélia.

Conforme a Secretária Liliane Mello Duarte, os exames de mamografia são disponibilizados de duas maneiras para os pacientes da Rede Básica em Santa Maria: a partir da oferta de vagas pelo Sistema de Regulação do Estado (SISREG), que disponibiliza um número diário variável para o município e cujo agendamento é feito pela Secretaria Municipal de Saúde; e pela oferta de vagas da Casa de Saúde, que também disponibiliza um número diário variável e na qual as vagas são agendadas pelas Unidades de Saúde do Município (UBSs e ESFs). De acordo com o administrador do hospital, Rogério Carvalho, são feitos 500 exames de mamografia por mês, em alguns dias da semana é agendado somente em um turno e em outros, em dois.

- Geralmente são agendados 20 exames de manhã e nas tarde que temos agenda, são 18. No caso ontem, em um dia normal de atendimento, teríamos 38 exames para fazer, mas realizamos 46 - explicou Rogério.

Para reformar o Hospital Regional, prefeitura deve gastar cerca de R$ 50 mil

Ainda conforme o administrador, na segunda-feira houve um problema de agenda, tendo sido disponibilizadas mais vagas para atendimento do que a capacidade que o hospital pode atender. Haviam 51 paciente agendadas e até às 17h 30 min desta segunda-feira foram feitos 46 exames. As três mulheres que entraram em contato com a reportagem, ficaram aguardando cerca de quatro horas até fazer o exame. Outras pessoas foram remarcadas e uma paciente teria ido embora.

A orientação é que as pacientes que não tiveram o agendamento atendido procurem a Secretaria de Saúde do Município (Avenida Medianeira, 355), no turno da manhã, das 7h30min às 13h, para reagendar o exame.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249