contatos Assine
modernização

Depois de cerca de 3 meses, elevadores do Husm voltam a funcionar

09 Janeiro 2018 15:15:00

Os equipamentos que existem há 40 anos passaram por uma modernização

Thays Ceretta


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)/Elevadores atendem cerca de 5 mil pessoas por dia no Husm

Os dois elevadores da torre principal do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) voltaram a funcionar normalmente depois de cerca de três meses em obras. Com isso, todos os equipamentos estão prontos após passarem por uma modernização. Durante o período, as cerca de 5 mil pessoas que transitam pelo complexo por dia, entre pacientes, funcionários, servidores e visitantes, tiveram que ter paciência.

Dependendo do horário, o fluxo de pessoas era maior e o acesso aos elevadores ficava mais demorado. Conforme o gerente administrativo do hospital, João Batista Vasconcellos, os elevadores, dos seis andares do prédio, foram modernizados. O investimento da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) com a obra gira em torno dos R$ 376 mil.

- O objetivo é dar mais segurança, evitar paradas, as portas trancavam e deixavam de funcionar. Com essa modernização, vai dar mais tranquilidade de que eles vão funcionar sem interrupção. Nos últimos meses, tiveram muitas paradas, ,causando um transtorno grande - explica Vasconcellos.

Instituições estão desistindo de administrar o Regional

Os serviços executados foram referentes à troca dos operadores de porta e de cabine, operadores das portas de pavimento (porta externado andar), acionadores e comandos. As cabines já haviam sido modernizadas em 2013, porém, na época, as portas, não foram contempladas na primeira modernização, devido ao uso intenso (24h). Ainda conforme a direção do hospital, essa foi a primeira modernização desse porte, embora exista um contrato de manutenção contínuo com a empresa Elevadores Atlas Schindler S/A, de Porto Alegre.

Vale lembrar que os elevadores existem há 40 anos. Conforme Vasconcellos, tudo o que é transportado pelos elevadores respeita uma ordem, ou seja, roupas e alimentos, por exemplo, não são transportados ao mesmo tempo. Todos os elevadores têm prioridade para maca e cadeira de rodas, mesmo que tenha pessoas esperando.

Mais de 1,5 mil frascos de antibióticos são encontrados em lixo em Santa Maria

mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249