contatos Assine
saúde pública

Aumento de casos de síndrome febril colocam médicos em alerta em Santa Maria

07 Abril 2018 10:25:00

Só no PA do Patronato, foram 65 casos registrados em quatro semanas

Thays Ceretta

Foto: Divulgação
Conforme a prefeitura, foram registrados 65 casos de síndrome febril nos últimos dia no PA do Patronato

O aumento de casos de pessoas que procuraram atendimento médico nas últimas três semanas em hospitais, clínicas particulares e pronto-atendimento de Santa Maria fez com que médicos infectologistas ficassem em alerta. Mais de 100 pacientes apresentaram os mesmos sintomas: febre, dor no corpo, falta de apetite e dor de cabeça.

Conforme o médico infectologista Thiego Teixeira Cavalheiro, ainda não existe a definição precisa do agente infeccioso responsável por causar essa doença. Entretanto, a maioria dos casos não demonstra gravidade, neste primeiro momento.

- Toda situação em que há um aumento do número de casos de uma determinada infecção, a gente tem que ficar alerta. Já atendemos muitas pessoas com essa patologia, por isso, pedimos apoio do setor de vigilância do Estado para poder investigar com cuidado. Não temos ainda nada concreto, da possível causa. Porém, temos o dever de detalhar de forma precisa os casos, pois, somente assim, podemos orientar melhor os pacientes e adotar medidas preventivas - esclarece Cavalheiro.

Reforma do Hospital Regional vai ser paga pelo futuro gestor. Não pela prefeitura

Ainda conforme o médico, nesses casos, a indicação é procurar atendimento para fazer a avaliação. Não está sendo indicado nenhum medicamento específico, e, sim, analgésicos e antitérmicos, até haver definição sobre a doença. Nos consultórios, o primeiro passo é a avaliação clínica, e, em alguns casos, a avaliação complementar com exames de sangue também é indicada.

Esses sintomas são chamados de síndrome febril indefinida, que, na maioria dos casos, não tem indicação de internação hospitalar e é uma doença de acompanhamento ambulatorial, na qual a premissa de todo infectologista é identificar o agente etiológico que está envolvido com o processo infeccioso, pois, assim, haverá condições de conhecer melhor a evolução dos pacientes acometidos.

- Pelo aumento na incidência de casos, não dá para descartar uma doença nova, mas, pelo que temos visto, na maioria das vezes não tem gravidade. As doenças desta época, como infecção respiratória, infecção gastrointestinal e infecção urinária, continuam ocorrendo, e estamos tomando providências para descobrir o que é conhecido e o que não é - avalia Cavalheiro.

Motorista sofre mal súbito e bate em dois carros na Faixa Velha de Camobi

INVESTIGAÇÃO DOS CASOS
A Secretaria de Saúde do Estado foi avisada da situação, e deve montar uma estratégia para tentar identificar o agente causador. Por e-mail, o setor informou que recebeu, na sexta-feira, a notificação e está montando uma equipe de investigação para apoiar o município. O trabalho deve começar nos próximos dias.

A infectologista do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm) Liliane Pacheco informou que, no complexo, não há casos de pacientes com esses sintomas, pois quem está internado no hospital é porque o diagnóstico já foi dado.

Motorista morre acidente em Júlio de Castilhos

65 CASOS NO PA
Conforme a assessoria de comunicação da prefeitura, no Pronto-Atendimento Adulto do Bairro Patronato foram registrados 50 casos de síndrome febril nas últimas quatro semanas, mas, no momento, apenas três pacientes estão internados. No PA Infantil, foram cerca de 15 pacientes atendidos com o mesmo diagnóstico até quinta-feira.

Os atendimentos feitos até agora não devem causar alarme, devido à evolução favorável. No entanto, os infectologistas da cidade estão monitorando os casos e já entraram em contato com o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Porto Alegre, para o caso de ser necessário coletar material para análise.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249