contatos Assine
Política

Câmara de Vereadores abre prazo para Santa Maria opinar sobre impostos

29 Novembro 2017 11:43:00

Vereadores devem aumentar valor das diárias de servidores

José Mauro Batista

Foto: Divulgação

A prefeitura encaminhou na terça-feira à Câmara de Vereadores dois projetos de lei para extinguir 319 cargos e criar outros 135. A área mais atingida é vinculada à educação, com a extinção de 200 vagas de auxiliar de serviços gerais e de 83 de merendeira. Já a área que terá mais cargos criados é a de saúde, com 120 vagas, principalmente para psicólogos, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

  Vereadores devem aumentar valor das diárias de servidores

A intenção da prefeitura é readequar o quadro de funcionários municipais para as áreas que mais necessitam de pessoal. Em alguns casos, os cargos extintos já nem existem mais no quadro de carreira, como é o caso de agentes em assistência, função hoje realizada por técnicos em enfermagem. 

 Vereadores vão investigar obra parada da sede da Câmara

Em outros casos, a extinção é justificada pelas terceirizações, como no caso dos 283 cargos de funcionários de escola.

- Hoje, essas funções são prestadas por empresas terceirizadas - argumenta o chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, confirmando que a tendência é não haver mais concursos públicos para esses cargos.

O impacto dos auxiliares de serviços gerais, que executam tarefas como limpeza e manutenção de escolas, é de R$ 355 mil por mês à prefeitura, enquanto que a despesa com merendeiras é de R$ 148 mil.

SEM DESPESAS NOVAS

 Ministério Público de Contas sugere devolução de R$ 672 mil da obra da Câmara

A prefeitura alega que não será criada nenhuma despesa anual com os cargos. A extinção de outros vai compensar as novas vagas. Ainda segundo Cortez, não significa que todas as vagas criadas serão preenchidas.

- Isso será feito à medida em que houver necessidade - explica o chefe da Casa Civil.

Capitão na Divisão de Acesso é o primeiro confirmado do Inter-SM para 2018

 Sessão da Câmara de Vereadores discutiu fundo municipal de segurança, agentes de saúde cobram repasses atrasados

Os dois projetos que alteram estrutura de cargos na prefeitura deverão passar por comissões antes de irem a plenário

Na área de saúde, a intenção é chamar cerca de 90 médicos. Há, igualmente, a expectativa de nomeação de psicólogos e assistentes sociais para os Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

O representante do governo Jorge Pozzobom garante que a extinção de cargos e as terceirizações nada têm a ver com as mudanças na legislação, com a Reforma Trabalhista, que entrou em vigor no dia 11 deste mês, em nível nacional.
Prefeitura busca R$ 50 milhões para trocar asfalto de 40 ruas

No caso dos servidores de escola, uma empresa privada já vem executando os serviços, segundo Cortez. E em relação à parte dos psicólogos, que eram terceirizados, a função volta para o quadro de servidores da prefeitura.

OPOSIÇÃO APOIA

O líder da oposição na Câmara de Vereadores, Valdir Oliveira (PT), ainda vai analisar os projetos, mas, em princípio, acredita que são adequações necessárias. Ele vê como positiva a criação de cargos na área de assistência social e para psicólogos.

- No meu entender, a criação de cargos de psicólogo e na área de assistência social vem ao encontro do que venho defendendo e pedindo - destaca Valdir.

 Novo Plano Diretor prevê mudanças e uma nova avenida para Santa Maria

CARGOS CRIADOS

  • A prefeitura pretende criar 135 cargos na estrutura municipal, 120 deles na área de saúde, mas isso não significa que todos serão preenchidos. Hoje, o município tem 3.525 servidores, entre professores e demais funcionários, incluindo cargos de confiança (CCs). O gasto mensal com a folha é de R$ 12,17 milhões
  •  Ex-secretário de Obras disse que não entregou máquinas sucateadas
  • - 1 cargo de procurador-geral adjunto para assuntos administrativos institucionais
  • - 1 cargo de procurador-geral adjunto para assuntos jurídicos
  • - 2 cargos de agentes administrativos escolares - Servidores que trabalham na área administrativa de escolas. Os cargos foram criados para cumprir exigência legal e já estão preenchidos
  • - 26 cargos de agentes de saúde pública e vigilância ambiental - Servidores destacados para campanhas contra a dengue
  • Cargos de auxiliar e merendeiro em escolas da rede municipal de ensino estão entre os que o Executivo quer extinguir
  •  Câmara de Vereadores abre prazo para Santa Maria opinar sobre impostos
  • - 10 cargos de assistentes sociais - Servidores para atuar nas áreas de saúde mental, proteção a vítimas de agressão e violência e programas sociais em Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) existentes no município
  • - 3 cargos de contadores - Servidores para a área geral de finanças
  • - 15 cargos de enfermeiros de Saúde da Família - Servidores para o programa Estratégia Saúde da Família (ESF)
  • - 2 cargos de médicos infectologistas - Servidores para compor a rede municipal de saúde
  • - 15 cargos de psicólogos - Servidores para atuar nas áreas de saúde mental, proteção a vítimas de agressão e violência e programas sociais em Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) existentes no município
  • - 40 cargos de técnicos em enfermagem - Servidores que atuam como auxiliares de enfermeiros em unidades de saúde da rede municipal
  • - 20 cargos de técnicos em enfermagem de Saúde da Família - Servidores que atuam como auxiliares de enfermeiros no programa Estratégia Saúde da Família (ESF)

CARGOS EXTINTOS



CARGOSDATAANO














































A prefeitura pretende extinguir 319 cargos na estrutura municipal, alguns por serem atividades hoje terceirizadas por empresas, e outras por serem exercidas por novas categorias de servidores. Dos cargos extintos, 283 são cargos em escolas

- 1 cargo de subprocurador

- 26 cargos de agentes em assistência - Servidores que atuam como auxiliares do serviço de enfermagem e atendimento de pacientes. As funções foram questionadas por órgãos de enfermagem, como o conselho estadual, e atualmente são realizadas por enfermeiros e técnicos em enfermagem

- 200 cargos de auxiliares de serviços gerais de escola - Servidores que trabalham em funções como manutenção e limpeza nas escolas municipais. As atividades, atualmente, são prestadas por empresas privadas

- 83 cargos de merendeiros de escola - Servidores responsáveis pelas refeições nas escolas municipais. Esse serviço, atualmente, é prestado por empresas privadas

- 2 cargos de médicos - A extinção serve para adequação, já que será compensada pela criação de dois médicos infectologistas

- 2 cargos de técnicos gessistas - Servidores que fazem curativos, engessamento de membros fraturados, etc...Atualmente, as funções são realizadas por enfermeiros e técnicos em enfermagem

- 4 cargos de técnicos em higiene dental - Servidores que trabalham como auxiliares de dentistas e em campanhas de saúde bucal. O cargo não é mais considerado fundamental na estrutura do município

- 1 cargo de técnico em nutrição e dietética - Servidor que trabalha como auxiliar de nutricionistas. O cargo não é mais considerado fundamental na estrutura do município



Imagens

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3221-1616
(55) 99973-0878
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249