contatos Assine
obituário

Morreu ex-ferroviário João Francisco Clemente

12 Fevereiro 2018 13:00:00

Ele plantava frutas e verduras e não perdia uma pescaria. Confira outros falecimentos em Santa Maria e região

Fotos: Arquivo pessoal

Os momentos em que reunia a família para comer churrasco eram os que faziam João Francisco Clemente, 91 anos, mais feliz. Vizinhos e amigos também eram sempre muito bem-vindos nessas ocasiões. Grande contador de histórias, Clemente não sossegava enquanto os parentes, que faziam parte da sua plateia mais cativa, não rissem de seus "causos".  

Sempre de bem com a vida, o aposentado ensinou os filhos a jamais desistirem dos sonhos porque acreditava que, só assim, eles conseguiriam obter o que quisessem na vida.

- Tenho certeza que ele tem muito orgulho da família que formou - diz o filho Ricardo, 39 anos.

Clemente também era pai de Dalmir, 42 anos, Francisco, 41, Andreia, 37, Sidinei, 35, Giovani, 32, e Beatriz, 30. O idoso morava com a caçula e, além de criar os filhos, ajudou na educação de netos, bisnetos e trinetos.

Ricardo conta que, por conta do trabalho, o pai se acostumou a levantar cedo e, quando se aposentou da viação férrea, não perdeu o hábito. Todos os dias, às 5h, ele estava de pé, preparando café para ele e mamadeira para os netos.

- Ele tinha milhares de relógios pela casa para não perder a hora. Ele adorava esse agito da família. Não ficava longe de ninguém por muito tempo - recorda uma das noras, Graziela.
Clemente foi casado por mais de cinco décadas com Clair Silva da Rosa, 75 anos. O casal se conheceu em um das viagens de trem que ele fez pela região.

Segundo Ricardo o pai conservava hábitos saudáveis, entre eles, consumir alimentos sem agrotóxicos, que eram plantados em sua horta nos fundos da casa. Muitas árvores frutíferas também eram cultivadas por ele, além de batata doce, que não faltava nunca na mesa. 

- O pai comia feijão, batata doce e milho todos os dias. Também estava sempre beliscando uma fruta. Acho que esses hábitos fizeram ele quase chegar ao centenário - acredita Ricardo.
Clemente cuidava diariamente da horta e, nos dias livres, costumava sair de manhã, com os amigos, para pescar.

O idoso faleceu em 23 de janeiro, em decorrência de complicações de uma pneumonia. Clemente foi sepultado no dia seguinte, no Cemitério Santa Rita, em Santa Maria.  

Morreu a estudante Eliziane Peres Vaz

OUTROS FALECIMENTOS EM SANTA MARIA E REGIÃO
  

Funerária Cauzzo 
29/01 
Maria Ivonete Martins Sutel, aos 61 anos, foi sepultada no Cemitério São Marcos, em Santa Maria 

30/01 
Sabrina Gertrudes Bordignon, aos 75 anos, foi sepultada no Cemitério Municipal, em Vale Vêneto, São João do Polêsine
Solidio Florencio Cardoso, aos 102 anos, foi sepultado no Cemitério Jardim da Saudade, em Santa Maria 

31/01 
Ivana de Fatima Zanini, aos 57 anos, foi sepultada no Cemitério São José, em Santa Maria 

03/02 
Oswaldo Alfaya Filho, aos 67 anos, foi sepultado no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria 
Valter Kettes Ferraz, aos 59 anos, foi sepultado no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria 
Shirlei Avani dos Santos, aos 60 anos, foi sepultada no Cemitério Pau a Pique, em Santa Maria 

Funerária São Martinho 
01/02 
Naira Eloiza da Silva Bertel, aos 69 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria 
João Muraro, aos 64 anos, foi sepultado no Cemitério Municipal, em Arroio Grande, distrito de Santa Maria 
Rosa Maria Jacques Oppitz, aos 60 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria 

As informações sobre falecimentos podem ser enviadas para natalia.zuliani@diariosm.com.br ou pelo telefone (55) 3213-7122

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249