contatos Assine
obituário

Morreu a dona de casa Irene Mello do Nascimento

20 Abril 2018 12:00:00

Muito ligada à família, ela adorava tomar sorvete com as netas. Confira outros falecimentos em Santa Maria e região

Fotos: Arquivo Pessoal

A santa-mariense Irene Mello do Nascimento, 63 anos, viveu no Centro, no Bairro Urlândia e, por fim, no Bairro Tancredo Neves. Na última residência, passou grande parte da vida e recebeu muitas visitas de familiares, amigos e vizinhos. Salete Maria Gabi Rossi, 49, morava perto da casa de Irene e era muito amiga dela. As duas passavam horas conversando e se divertindo juntas.

- Ela era como uma segunda mãe para mim. Mesmo depois que eu me mudei do bairro, nós mantínhamos contato. Ela me ligava todos os dias para saber como eu estava e eu sempre dizia a ela que iria voltar a ser vizinha dela logo. Ela ficava cheia de esperanças e me dizia que estava com muitas saudades. O falecimento dela foi uma grande perda aqui na rua - emociona-se a amiga.

Mãe de Andressa, 36 anos, e Anderson, 35, Irene ajudou a cuidar dos netos Emanuelli, 12, Gustavo, 12, Thayla, 8, Rafael, 3, e Isabela, 1. Eles eram muito apegados à avó, que sempre fazia todas as vontades dos pequenos.

- Ela cuidou bastante da Emanuelli e da Thayla. Às vezes, quando eu e a mãe estávamos em casa, a Thayla ficava mais com a avó do que comigo, e eu brincava dizendo que ficava até com ciúme das duas. As meninas estão sentido muita falta dela - diz Andressa.

Logo que se casou Andressa construiu sua residência nos fundos da casa da mãe, para poder permanecer perto dela e garantir que ela recebesse todos os cuidados necessários. Muito ligada à filha e à família como um todo, Irene também adorava estar na presença dos irmãos.

- Quando a mãe e o pai faleceram, ela que continuou o elo dos irmãos. Era muito presente nas nossas vidas e, se eu não ligasse um dia, ela já corria ao telefone para me cobrar porque eu não tinha entrado em contato com ela. A Irene se preocupava muito conosco, foi uma mãezona na minha vida e, como ela era a única mulher entre seis irmãos, nós cuidávamos muito bem dela e a mimávamos muito - conta o irmão mais novo, o vigilante Carlos Renan do Nascimento, 48 anos.

Muito hospitaleira e solidária Irene estava sempre pronta para ajudar. Ela passou para os filhos a lição de sempre batalharem por tudo o que desejassem.

- Eu a vi lutar e enfrentar todas as batalhas da vida dela de frente, sempre com um sorriso no rosto e com a cabeça erguida. Ela tinha muita garra e uma vontade de viver impressionante. Foi uma ótima mãe e uma avó exemplar - afirma o genro, o corretor de imóveis Gustavo Silva Vieira, 37 anos.

Nos dias livres, Irene gostava de sair para passear com as netas. O programa favorito delas era tomar sorvete juntas. A avó se divertia muito quando estava na companhia das meninas. Outras coisas que ela adorava fazer para passar o tempo era assistir televisão e ouvir música.

A idosa também tinha uma boa relação com o ex-marido, Luis Augusto de Freitas Bueno, com quem foi casada por 20 anos. Ele a levava para o hospital quando precisava e prestava todo auxílio aos filhos e netos. Ela também tinha grandes esperanças de fortalecer a saúde por meio de um tratamento médico e fazia muitos planos para o futuro.

- Ela queria voltar a cozinhar empadas para melhorar a renda dela e da família e também planejava voltar a cuidar das netas e me ajudar em casa - diz Andressa.

Irene foi internada no Pronto-Atendimento Municipal em 27 de fevereiro e transferida para o Hospital Universitário de Santa Maria em seguida. Ela morreu na madrugada de 1º de março e foi sepultada no mesmo dia, no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria. A família preferiu não divulgar as causas da morte.

Morreu ex-goleiro do Periquito e do Inter de SM Cesar Augusto Zorzo

OUTROS FALECIMENTOS EM SANTA MARIA E REGIÃO 

Funerária Cauzzo

02/04

Maria Aldina Souza Lopes, aos 81 anos, foi sepultada no Cemitério Municipal, em São Gabriel

10/04

Paulo Saulo dos Santos, aos 61 anos, foi sepultado no Cemitério de Vale Vêneto, em São João do Polêsine

11/04

Lourdes de Vargas Pereira Luz, aos 77 anos, foi sepultada no Cemitério Municipal, em Arroio Grande, distrito de Santa Maria

Marina dos Santos, aos 67 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

12/04

Ivete Marquezini Flores, aos 75 anos, foi sepultada no Cemitério Municipal, em Júlio de Castilhos

Ely Guiomar Zanini da Silva, aos 91 anos, foi cremada no Crematório Dom José, em Santa Rosa

Marta Rejane Fontana Bilibio, aos 52 anos, foi sepultada no Cemitério Municipal, em Arroio Grande, distrito de Santa Maria

As informações sobre falecimentos podem ser enviadas para natalia.zuliani@diariosm.com.br ou pelo telefone (55) 3213-7122

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249