contatos Assine
obituário

Morreu a cuidadora de crianças Cleonice Duarte da Rosa

18 Dezembro 2017 00:00:00

Uma vida dedicada à família e às crianças. Confira outros falecimentos em Santa Maria e região


Fotos Arquivo Pessoal/

Apegada  ao  único  neto,  Vitor  Hugo,  11  meses,  Cleonice  Duarte  da  Rosa,  53  anos,  será  sempre  lembrada pelas filhas, Daiane, 27, e  Daniele,  19,  como  uma  pessoa  muito  amável  e  carinhosa.  Por  quase 30 anos, ela foi casada com Dari  da  Rosa,  62.  Os  dois  moravam  juntos  e  com  a  filha  mais  nova,  que  se  dedicava  aos  cuidados  dos  pais.  A  mais  velha  os  visitava  todos os dias.
- Quando eu não ia, ela que vinha aqui em casa para ver se estava tudo bem e saber o motivo de eu não ter ido. Era uma graça. A mãe era muito apegada às filhas - relembra Daiane, emocionada.

Nascida em São Pedro do Sul, Cleonice se mudou para Santa Maria com a família em busca de um trabalho melhor. Em São  Pedro  do  Sul,  ela  trabalhava  como  professora,  depois  de  concluir  o  Magistério.  Já  em  Santa  Maria,  ela  se  tornou cuidadora  de  crianças,  ofício  ao  qual  se  dedicou por mais de duas décadas. Daiane  conta  que  a  mãe  sempre  cuidou  dos  pequenos com muito amor e atenção.
-  Ela  gostava  muito  de  cozinhar  e,  como cuidava das crianças, todos os dias, inventava um prato diferente. Mas o que ela mais gostava de fazer era galinha escabelada.  Outra  recordação  que  guardo  da  mãe  é  que  eu  sempre  disse  para  ela  que  não  queria  dar  mamadeira  para  o  Vitor,  mas  ela  fazia  eu  sair  de  casa  para  ficar  sozinha  com  ele  e,  aí,  dava  mamadeira escondida, sem eu saber - recorda Daiane, aos risos.
Aos domingos, a matriarca convocava a família para o tradicional churrasco. A carne era assada pelo marido, e a salada de  maionese,  feita  por  ela.  Também  não  podia  faltar  o  pudim,  que  Cleonice  fazia  especialmente para o genro Edgar Silveira Moraes, 36 anos.
- A mãe queria o bem de todo mundo. Ela pensava em todas as pessoas antes de pensar nela - diz a filha Daniele.
A  cuidadora  teve  um  linfoma  e  precisou  ficar  internada  por  três  meses  no  Hospital  Universitário  de  Santa  Maria  (Husm).   Daiane   acompanhava   a   mãe   durante todo o dia, e Daniele, durante à noite.

-  Foi  um  período  bem  difícil  para  toda  a  família,  mas  a  mãe  nos  deixou  uma  lição  de  nunca  desistir e lutar sempre pelos nossos sonhos - fala Daiane.
Cleonice   morreu   em   28   de   novembro,   em   decorrência   do   linfoma,  e  foi  sepultada  no  dia  seguinte no Cemitério de Poço Redondo, em São Pedro do Sul.

FALECIMENTOS EM SANTA MARIA E REGIÃO

Funerária São Martinho
04/12
Carlos Alberto Rodrigues, aos 51 anos, foi sepultado no Cemitério Municipal Jardim da Saudade, em Santa Maria

05/12
Derma Nunes de Mello, aos 84 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

06/12
Dalva Dalaposa Burger, aos 82 anos, foi sepultada no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria
Flori Silva do Nascimento, aos 78 anos, foi sepultado no Cemitério Santa Rita, em Santa Maria

07/12
Norma de Oliveira Concatto, aos 86 anos, foi sepultado no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

08/12
Jorge Nelson Maciel, aos 59 anos, foi sepultado no Cemitério Municipal Jardim da Saudade, em Santa Maria
Alexandrina Pereira de Souza, aos 91 anos, foi sepultada no Cemitério do Passo da Ferreira, na localidade de Boca do Monte, em Santa Maria

10/12
Wesley Faustino Correa, aos 24 anos, foi sepultado no Cemitério Ecumênico Municipal, em Santa Maria

mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249