contatos Assine
bloqueio no Centro

Mesmo com bloqueio, acesso de alunos permanece o mesmo, garante colégio

15 Abril 2018 20:22:00

Desde sexta-feira, trânsito na Rua Doutor Turi e em trecho da Acampamento está bloqueado

Thays Ceretta

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Após a prefeitura isolar as ruas Doutor Turi e parte da Acampamento, no entorno do Colégio Centenário, a direção da escola enviou comunicado à comunidade acadêmica sobre as aulas desta segunda-feira. A entrada dos alunos de Educação Infantil, ensinos Fundamental e Médio e da faculdade continua a mesma.  

A decisão de bloquear o trânsito surgiu depois de a Justiça determinar, na última quinta-feira, que prefeitura e o colégio tomassem medidas de segurança. A medida é pela segurança de pedestres e dos veículos. Nesta segunda, a direção da escola irá se reunir para decidir o que fazer.

- Como aconteceu tudo na sexta-feira, no final do dia, não tivemos acesso aos documentos. Além disso, precisamos de informações com o setor jurídico, em Porto Alegre. Por enquanto, fica tudo como antes. Até uma segunda decisão, a entrada permanece a mesma e as aulas normais, cada pai ou responsável pelos alunos e os alunos da graduação foram comunicados. Todas as medidas de segurança necessárias foram providenciadas, tanto externamente, que foi o que a prefeitura fez, como internamente, que é responsabilidade. Quem chegar amanhã (segunda) estará em perfeita segurança - diz Carina Bohnert, assessora da rede metodista.

A advogada da rede, Maria Claudia Felten, disse que ainda não foi notificada das decisões e, por isso, não poderia se manifestar sobre o caso.

Em 2017, o colégio pediu para a Justiça autorização para demolir o prédio, que foi destruído por um incêndio 10 anos antes. Uma liminar (decisão provisória) foi concedida em dezembro.

Porém, quatro meses depois da decisão, nada foi feito na estrutura em ruínas. Preocupada com o risco para a população que passa no local, a prefeitura pediu para a Justiça rever a situação há cerca de 10 dias. Assim, o pedido de demolição foi negado pela Justiça, e o Executivo e o Centenário intimados a prestar esclarecimentos e tomar medidas de segurança.

Cerca de 150 fiéis participaram de procissão aos 70 anos do Santuário de Schoenstatt

Na última sexta-feira, para atender à questão da segurança, a prefeitura, por meio da Defesa Civil, interditou o trecho e notificou o colégio para que isole as áreas internas num raio de 15 metros de cada parede em ruína. O chefe da Casa Civil, Guilherme Cortez, diz que a instituição deve apresentar laudo técnico à Defesa Civil, que ateste que o local não apresenta riscos. Ele garante que não há conflito, pois é uma medida de segurança.

- É uma situação delicada para eles e para nós. Sabemos da importância do colégio, da dificuldade da rua fechada, não queremos criar o caos, mas é uma questão baseada na segurança. Queremos resolver o problema mais rápido possível - diz.

Motoristas devem ficar atentos aos bloqueios no trânsito

Motoristas e pedestres terão que ter cuidado no trecho ao redor do Colégio Centenário nos próximos dias. Toda a extensão da Rua Doutor Turi está bloqueada para o trânsito. Moradores e pedestres podem acessar pelo lado direito. Já na Rua do Acampamento, a interdição atinge a pista de veículos da esquerda entre a Doutor Turi e a Avenida Medianeira. 

Na esquina, no entorno das ruínas, a calçada também está interditada para pedestres. Equipes da Coordenadoria Municipal de Trânsito e da Guarda Municipal fazem plantão no local para dar orientações. Guilherme Cortez, explica que a prefeitura vai arcar com os custos e que, nesse caso, é uma necessidade. As equipes vão continuar no local até segunda ordem. 

Comissão de Direitos Humanos traça ações para moradores de rua de Santa Maria

Hoje, o trânsito estava tranquilo, a preocupação dos agentes é a partir de hoje. O engenheiro aposentado Nelson Abiatti, 72 anos, morador da Dr. Turi, concorda com a medida se é pela segurança, mas diz que ficou complicado chegar em casa. 

O casal de aposentados Glória Cabreira, 55 anos, e João José Almeida, 56, estava caminhando pela Dr. Turi ontem à tarde e ficou surpreso com o bloqueio.

- Vamos ter que fazer outro caminho de carro - disseram.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249