contatos Assine
Cidadania

Há 12 anos, professor se dedica a projetos de leitura e escrita com crianças de Santa Maria

12 Fevereiro 2018 16:00:00

Auri Sudati realiza projetos de leitura e escrita com crianças de Santa Maria

Luisa Neves

Lucas Amorelli (Diário)
Auri Sudati é voluntário em escolas municipais

Quando criança, Auri Sudati, 68 anos, encantava-se com as histórias e com um mundo diferente apresentado a cada livro que lia. Ao ir para a escola, era o primeiro a terminar as redações e, a cada elogio das professoras, sentia-se incentivado a ler e a escrever cada vez mais. Como não poderia deixar de ser, o amor pelo livros motivou Sudati a cursar Letras e Literatura. Formou-se em 1975 em Uruguaiana e jamais deixou de carregar uma obra por onde fosse. Nas reuniões de família, entretinha os sobrinhos, depois os filhos e, agora, as netas, com histórias do folclore brasileiro e outras inventadas por ele, geralmente com animais como personagens principais. 

Com o tempo, o professor concentrou-se em escrever para crianças. Depois de aposentado, resolveu fazer diferente: escrever com as crianças. Há 15 anos, ele desenvolve projetos de escrita e leitura em escolas públicas de Santa Maria, onde reside desde 2002. Sudati perdeu as contas de quantas turmas ou escolas já o receberam, mas tem certeza da recompensa: a expectativa dos alunos e o amor que eles adquirem pelo mundo encantado de animais falantes, ilhas misteriosas, aventuras e muitos mistérios a serem desvendados.

- As histórias são construídas com os alunos do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental. Algumas vezes, com os menores, pois minha literatura alcança a faixa etária infanto-juvenil. Há muito tempo tinha o sonho de fazer voluntariado. Hoje, estar em sala de aula para transmitir amor pelos livros é a minha realização - diz.

Sudati conta que as professoras concedem um período de aula para ele desenvolver dinâmicas de leitura e passatempos, além de aulas de interpretação, cultura geral e folclore. Em algumas escolas, o projeto é desenvolvido uma vez por semana, em outras, a cada 15 dias. Em 2016, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Antônio Reis, o professor foi um dos organizadores do livro infantil Aconteceu na Ilha Azul, lançado na Feira do Livro de Santa Maria do ano passado.

- O livro é resultado da interação com os alunos. Do título à conclusão das histórias, a gente escreve junto. A cada semana, vivemos a expectativa do que vai ser escrito no próximo capítulo. Minha alegria é presenciar a realização deles e o reconhecimento do quanto podem fazer e aonde podem chegar. O reconhecimento dos pais também é fantástico - afirma o professor. 

Concurso premia a história de saudade mais interessante

SENSIBILIDADE E PARCERIA
Professora da Escola Dom Antônio Reis, Marlisa Lorenzoni Augusti, 38 anos, é uma das organizadoras da obra Aconteceu na Ilha Azul. Ela diz que a oportunidade de trabalhar com o professor Sudati é uma lição de sensibilidade e parceria. Experiente no incentivo à leitura, a professora,afirma que Sudati é organizado, ouve todas as sugestões da escola e é sensível à necessidade e ao tempo dos alunos.

- A dedicação do professor Auri o acompanha 24 horas por dia. Além do projeto em nossa escola, ele desenvolve atividades em vários locais da cidade. O trato afável e a preocupação com o desenvolvimento dos alunos em relação à escrita é a marca dele - afirma. 

Diário convida leitores a conhecerem a nova sede do jornal

PROJETO DE LEITURA

Escritor e as Crianças. Não teria nome melhor para o primeiro projeto de leitura que foi desenvolvido pelo professor Sudati em parceria com a Escola Dom Antônio Reis, que o adotou como padrinho. A vice-diretora da escola, Loiva Teresinha Passos Marques, afirma que os alunos-escritores gostam muito do professor, que é aguardado com grande expectativa para, juntos, darem asas à imaginação.

- Sempre é tempo de poesia. Este foi o segundo livro escrito pelos alunos e marca um desafio: fazer com que alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental gostem de poesia. O professor Sudati conseguiu e fez um trabalho maravilhoso. Além disso, com a cooperação dele, nossa escolha melhorou a nota no Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb). Como a leitura é fundamental para a qualidade do ensino, só temos a crescer com a cooperação do professor Sudati - reconhece.

Além das oficinas, Sudati empresta livros pessoais aos alunos. Membro da Academia Santa-mariense de Letras (ASL) e da Casa do Poeta de Santa Maria (Caposm), para ele, não existe dificuldade em proporcionar o brilho no olho para quem deseja vivenciar histórias diferentes, ainda que nas páginas de uma obra literária.

Na foto ao lado, o registro da Feira do Livro de Santa Maria do ano passado. Na ocasião, os alunos-escritores lançaram 'Aconteceu na Ilha Azul', terceiro trabalho do projeto realizado pelo professor Sudati 

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249