contatos Assine
pet

7 dicas do que fazer quando seu animal de estimação fugir de casa

09 Fevereiro 2018 14:00:00

Saiba por onde começar a procurar o bichinho

O simples descuido de esquecer um portão aberto é capaz de causar transtornos dolorosos na vida de quem tem um animal de estimação. Perder o bichinho é um medo constante por parte de tutores, que ficam sem saber por onde começar a procurar quando o problema acontece.

Segundo Valéria Brenner, 53 anos, voluntária do Clube dos Amigos dos Animais, a situação é comum em Santa Maria, visto que apenas um buraco aberto no pátio já é suficiente para que o animal saia de casa e não saiba como voltar.

- É um descuido por parte dos tutores, não é? O meu conselho é ter um cuidado extremo e atenção, mas nós sabemos que fatalidades que podem acontecer - fala a voluntária.

Valéria fala com propriedade sobre os imprevistos que podem separar para sempre bichos e tutores. Ela viveu a angústia de perder um bicho de estimação há 30 anos, no dia da cerimônia do seu casamento. Por ser um dia especial em que ficaria fora de casa por bastante tempo, ela resolveu deixar a gatinha Meg sob os cuidados de uma cuidadora especializada, porém, a bichana acabou fugindo. Quando ficou sabendo do sumiço da gata, Valéria passou a procurá-la pela região, mas Meg nunca mais foi encontrada.

O mesmo caso ocorreu na casa da estudante Francielli Spat, 31 anos, que, desde a véspera do último Natal, sofre com a incerteza do paradeiro do cachorro Timão. Segundo a estudante, a família estava viajando, e o cachorro estava hospedado em um local especializado em receber animais de estimação. Mesmo assim, o cão desapareceu.

- Ele estava com a gente há 10 anos. Divulgamos nas redes sociais e até oferecemos recompensa, mas, até agora, não tivemos nenhuma notícia dele - lamenta a tutora.

REDES SOCIAIS 
A coordenadora do Projeto Quatro Patas, Cynthia Pereira Soares, 30 anos, acredita que encontrar animais perdidos ficou mais fácil, hoje em dia, por conta do alcance das redes sociais. Porém, é importante lembrar que nem todas as pessoas possuem acesso à internet, desta forma, a voluntária recomenda que as pessoas também busquem espaços em jornais impressos e em emissoras de rádio.   

- No ano passado, tivemos um caso de uma gatinha que ficou 9 meses procurando pelos tutores. Nós conseguimos localizá-los por conta da página do Facebook. Mas todo canal de comunicação é válido - comenta a voluntária.

OS CUIDADOS 
Para evitar a perda dos animais, o médico veterinário da Central de Controle e de Bem Estar Animal, Alexandre Caetano, diz que a intenção da prefeitura de Santa Maria é registrar os animais por meio de microchipagem. Segundo ele, este é um sistema que identifica os animais com informações básicas do tutores, o que permite que sejam localizados quando o microchip, que é colocado sob a pele do animal, é verificado por um equipamento específico.  

Mas, enquanto esse sistema não é disponibilizado na cidade, Valéria recomenda que os tutores coloquem placas de identificação nos animais, com um telefone para contato.

Saiba como proceder se o seu animal de estimação se perder 

  • Percorra o bairro onde ele foi visto pela última vez e converse com os moradores 
  • Compartilhe uma foto do animal em suas redes sociais, informando as características, horário e local em que ele sumiu
  • Fique de olho nas redes sociais das associações de proteção aos animais de Santa Maria. Muitos deles são encontrados e colocados para doação
  • Peça para que os amigos e familiares auxiliem na divulgação
  • Entre em contato com os meios de comunicação, como jornais e rádios
  • Confeccione cartazes com fotos atuais do animal e peça autorização a proprietários de estabelecimentos comerciais para colocar cartazes nas lojas. Não é permitido colar o material em postes
  • Fique de olho na seção "Cadê meu Dono?", publicada no Diário. O espaço divulga fotos e informações de animais encontrados em bairros da cidade e que aparentam ter um tutor. Caso você tenha encontrado um bicho e esteja procurando pelo tutor, basta enviar as informações como o local onde foi encontrado, características do animal e um telefone de contato para o e-mail renata.machado@diariosm.com.br. Caso você tenha perdido seu pet, é possível fazer um anúncio comercial da perda no jornal, por meio dos telefones (55) 3219-4243 ou 3219-4249, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h.  

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249