contatos Assine
educação

Santa Maria ganha escola que tem foco na autonomia da criança

12 Abril 2018 11:00:00

Colégio bilíngue adota o Método Montessori

Joyce Noronha


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

A professora de matemática Gilvane Lopes Ferreira Tupini, 40 anos, passou por situações complicadas de saúde com alguns familiares no Rio de Janeiro e, depois de um triste desfecho, sentiu que precisava mudar de ares. Decidiu vir para Santa Maria em busca de um recomeço e de educação de qualidade para os filhos, Júlia, 19 anos, e Arthur, 2, mas nunca imaginou que abriria uma escola de Educação Infantil na nova cidade. Mas foi o que ocorreu e, hoje, ela é diretora e administradora da Eu Adoto Montessori, situada na RSC-287 (Faixa Nova de Camobi), e que traz um método de ensino criado pela médica, pedagoga e educadora italiana Maria Montessori.

Gilvane conta que a ideia surgiu quando começou a procurar uma escola para o filho Arthur, quando ele tinha 4 meses. Professora há 25 anos e estudante do Método Montessori há cerca de 10 anos, ela diz que buscava um lugar dentro dos ensinamentos montessorianos. Gilvane conta que quando era professora da rede pública, no Rio de janeiro, tentava usar o Método Montessori, mas achava muito difícil com a falta de recursos.

Escola de Santa Maria promove festival e curtas

Depois de procurar escolas em Santa Maria, pensou em criar um grupo de mães e pais dispostos a trocarem ideias sobre o método e, quem sabe, fazer alguns encontros em casa para as crianças e os responsáveis. Foi, então, que percebeu como o modo de aprendizagem de Maria Montessori era procurado em na cidade e decidiu abrir a instituição, que é bilíngue (português/inglês) e particular.

- Longe de mim dizer que outras escolas da cidade não são boas ou não utilizam o método, mas percebi que os pais queriam algo assim e decidi me jogar. Eu era professora, agora, sou a administradora de uma escola. Não é algo fácil, mas é muito gratificante - avalia a diretora.

Aberta há duas semanas, a escola de Educação Infantil atende 25 crianças, de 4 meses a 6 anos, mas o local é preparado para receber 50 alunos. Os outros inscritos estão em uma lista de espera. Gilvane diz que, por ser muito recente, eles optaram por atender a metade da capacidade durante o período de adaptação, que é das crianças e dos professores.

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

O MÉTODO
A diretora explica que a aprendizagem montessoriana dá autonomia para a criança. Nas salas, os pequenos são divididos por faixa etária: zero aos 3 anos e dos 3 aos 6. No espaço, eles têm variados materiais que são utilizados nos ensinamentos de vida prática - como uma minicozinha -, social, coordenação motora, educação sensorial e cognitiva, linguagem e cósmica (história, geografia, ciências e outros).  

A diretora lembra que Maria Montessori acreditava que tudo está interligado. Por isso, colocou as disciplinas dentro da cósmica. A educadora italiana repudiava a forma de ensino convencional, de acordo com Gilvane, e assim, as salas não têm quadro negro, livros ou classes. As crianças podem utilizar o espaço livremente, mas aprendem que são responsáveis pelos materiais que escolhem e que devem guardar os objetos no lugar correto depois do uso.

Nova Base Curricular pode mudar o Enem e a formação de professores

Gilvane também explica que o nome da escola é Eu Adoto Montessori porque entende que o método é como uma filosofia e que precisa ser levado para a casa pelos pais.

- Não adianta nós ensinarmos para a criança que ela tem autonomia e deixarmos ela fazer as escolhas próprias para, quando chegar em casa, os pais fazerem tudo por ela. Por isso, optamos pelo nome, porque é preciso adotar o método - explica diretora.

Instituição é a primeira totalmente montessoriana da cidade
A professora do Centro de Educação (CE) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Viviane Ache Cancian, diz que, no entendimento do CE, essa é a primeira escola completamente adepta ao Método Montessori em Santa Maria. Viviane, que também é diretora da Unidade de Educação Infantil Ipê Amarelo, com sede dentro da UFSM, diz que outras instituições de ensino utilizam parte da aprendizagem montessoriana.

- Outras escolas da cidade até são conhecidas por usar uma parte do Método Montessori, mas, no nosso conhecimento, essa é a primeira com o total propósito de aplicar esses ensinamentos em Santa Maria - diz a professora do CE.

Saiba como pedir isenção da taxa de inscrição do Enem 2018

Interessados em conhecer a escola Eu Adoto Montessori podem agendar uma visita pelo site.

Quem foi Maria Montessori

  • Nasceu em 31 de agosto de 1870, em Chiaravalle, na Itália
  • Foi uma das primeiras mulheres a formar-se em Medicina na Itália 
  • Após a formatura, não pode exercer a profissão porque, na época, era inadmissível que uma mulher examinasse o corpo de um homem 
  • Especializou-se em pedagogia e tornou-se educadora 
  • Iniciou um trabalho com crianças com deficiência intelectual, em que experimentou um método de ensino com material de apoio em que a própria criança observa e faz as conexões corretas 
  • Percebeu-se grande melhora motora e intelectual das crianças que estudaram com o método de Maria 
  • Mais tarde, criou a Casa Dei Bambini (Lar de Crianças, em tradução livre), que aplicava o método de ensino para crianças sem deficiência intelectual ou motora 
  • Nas aulas, as crianças eram separadas por faixa etária, mas não utilizavam classes, cadernos e quadro como em uma aula convencional 
  • Nessa etapa, percebeu que o método também funcionava com crianças sem deficiência, ampliando o intelecto de quem utilizava dos exercícios e práticas de ensino criadas por Maria 
  • Assim foi criado o Método Montessori de aprendizagem (chamado por Maria de Pedagogia Científica
  • Ela foi convidada a ensinar seu método em vários países e o aprimorou com o passar dos anos 
  • Escreveu livros e palestrou por todo o mundo 
  • Morreu em 6 de maio de 1952, em Noordwijk, uma cidade do oeste dos Países Baixos 

Imagens

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249