contatos Assine
Educação

Professores aprovam suspensão da greve em assembleia regional

06 Dezembro 2017 14:58:00

Deliberação ocorreu na tarde desta quarta-feira. Proposta será apresentada em assembleia geral, na sexta-feira

Joyce Noronha


Foto: Charles Guerra (Diário) / Em assembleia geral, professores aprovaram a suspensão da greve. Proposta será apresentada em Porto Alegre, sexta-feira

Os professores do 2º Núcleo do Cpers/Sindicato aprovaram a suspensão da greve na rede estadual, na tarde desta quarta-feira, em assembleia regional, que ocorreu no auditório do Instituto de Educação Olavo Bilac, em Santa Maria. Essa proposta será apresentada na assembleia geral da categoria, marcada para às 13h30min desta sexta-feira, no Gigantinho, em Porto Alegre.

O diretor do 2º Núcleo, Rafael Torres, diz que nunca foi a favor do encerramento de greve, pois acredita que os motivos para seguir com o movimento existem. Porém, pondera que, para dar continuidade à paralisação, é preciso ter força, o que o movimento perdeu, consideravelmente, nos últimos dias. De acordo com Torres, no último levantamento feito com as escolas estaduais no Estado, apenas 3% das instituições seguiam com a greve.

Mãe contesta escola que não quis receber aluno autista

- Temos escolas aguardando a decisão do sindicato para voltar com as atividades letivas, porque essas escolas querem voltar em unidade, em conjunto. Motivos temos de sobra para a greve, mas faltam condições para avançarmos - avaliou.

A paralisação é suspensa oficialmente se for aprovada em assembleia geral da categoria. A última deliberação dos professores ocorreu no dia 24 de novembro, e a votação foi individual e em urna. Na ocasião, a continuidade da greve foi aprovada por uma diferença de apenas 56 votos, num total de 1.620 cédulas.

O último levantamento feito pelo Diário, nos dias 28 e 29 de novembro, apontava cinco escolas em greve geral em Santa Maria e outras 23 instituições com paralisação parcial.


ESTADO

O coordenador adjunto da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Alaor Chagas, diz que optar pela suspensão seria o caminho mais sensato, já que a maioria das escolas retomou as atividades depois da assembleia geral de 24 de novembro. 

- Espero que os professores tenham bom senso e suspendam a greve. A expectativa é que voltem as aulas. Eles já deveriam ter retornado - opina.

Unifra divulga resultado do processo de ingresso e reingresso

Chagas conta que a 8ª CRE já recebeu as propostas de calendários de recuperação dos colégios que retomaram as atividades nos últimos dias. Ele diz que o órgão está pronto para atender todas as escolas para avaliar e aprovar mais calendários de recuperação, que devem ser feitos pelas instituições.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3221-1616
(55) 99973-0878
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249