contatos Assine
região

Jornal da Inglaterra publica estudo de fóssil encontrado em São João do Polêsine

16 Maio 2018 17:00:00

Pesquisadores da UFSM identificaram o fóssil de um dos dinossauros mais antigos do mundo


Foto: Rodrigo Temp Müller (Divulgação)
O fóssil foi encontrado em 2015 no município de São João do Polêsine

Um estudo de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) que descreve um esqueleto fóssil bem preservado de um dos mais antigos dinossauros já descobertos no mundo foi publicado, na terça-feira, em um dos mais famosos e antigos periódicos da Inglaterra, o Zoological Journal of the Linnean Society. A pesquisa em questão apresenta o espécime encontrado em 2015 em São João do Polêsine, com idade aproximada de 233 milhões de anos. Estima-se que ele tenha vivido no estágio Carniano do período Triássico Superior.

Medicina é o curso mais concorrido do vestibular de inverno da UFN

O dinossauro, que pertence à espécie Buriolestes schultzi, alcançava cerca de 1,5 metro de comprimento e altura de aproximadamente 70 centímetros. Através de análises feitas após a descoberta do fóssil, foi possível confirmar a tese apresentada em 2016 de que ele representa um dos membros mais "primitivos" dos dinossauros sauropodomorfos (os que normalmente têm a cabeça pequena em relação ao tamanho do corpo e o pescoço longo).


Ilustração: Rodrigo Temp Müller (Divulgação)
Espécie Buriolestes schultzi, nome que faz referência ao sítio fossilífero Buriol, que fica em São João do Polêsine

O técnico de laboratório de paleontologia da UFSM Rodrigo Temp Müller, que liderou os estudos com o fóssil, explica que, devido à preservação excepcional do espécime, uma quantidade significativa de novos dados a respeito da anatomia óssea dos dinossauros mais antigos pôde ser produzida.

- Até pouco tempo atrás, os esqueletos mais completos dos dinossauros dessa idade eram todos da Argentina. Esse é mais completo que os argentinos, o que nos permite conhecer mais sobre esse animal, bem como ampliar os estudos já existentes - explica.

UFSM abre 946 vagas para especialização, mestrado e doutorado

Segundo Müller, ele ficará em exposição na coleção científica do Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia (Cappa), em São João do Polêsine, a partir da semana que vem.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249