contatos Assine
Opinião

Queda de telhado de clube serve de importante alerta: como estão outros prédios e até escolas bem antigas?

09 Fevereiro 2018 12:00:00

Colunista Deni Zolin comenta sobre a falta de legislação que exija a vistoria estrutural de edificações


Foto: Charles Guerra, Diário de Santa Maria/

A queda de parte do telhado do Clube Caixeiral, por sorte, não provocou uma tragédia, mas serviu de novo alerta. Tanto os bombeiros quanto a prefeitura alegam que, pela lei, não deveriam fiscalizar a estrutura interna do telhado. Ao que parece, esse caso revela uma falha nas legislações, que não exigem vistorias de estruturas como a de telhados. Claro que não é possível vistoriar tudo e prevenir 100% dos acidentes, mas se houvesse pessoas lá dentro e tivesse ocorrido uma tragédia, esse caso ficaria também impune? Ou a responsabilidade recairia somente aos proprietários do prédio?

Homem é baleado às margens da BR-392

Uma saída seria a aprovação de uma lei semelhante à existente em Canoas e Porto Alegre, a chamada Lei de Inspeção Predial, que exige, de tempos em tempos, que os donos dos imóveis apresentem laudos técnicos comprovando que as edificações estão em boas condições estruturais, elétricas e hidráulicas. O objetivo é reduzir os riscos de acidentes.

Após queda do Clube Caixeiral, prefeitura pede laudos de outros clubes da cidade

Bem que esse tipo de lei poderia ser aprovada no Congresso, para valer para todo o país. E Santa Maria poderia avaliar a possibilidade de adotar esse tipo de legislação, exigindo esse tipo de vistoria ao menos de prédios públicos e privados onde há grande circulação de pessoas.

A propósito: como estão os telhados de outros clubes, de escolas públicas e outros prédios bem antigos de Santa Maria e região?

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249