contatos Assine
Política

Mulheres assumem comando de dois dos maiores partidos da cidade

01 Julho 2017 00:00:00

Sandra Rebelato assume o PP, Helen é a nova presidente do PT

A advogada Sandra Rebelato e a professora Helen Cabral militam em correntes político-ideológicas opostas, mas têm em comum o fato de estarem no comando de dois dos mais influentes partidos de Santa Maria,  desde o mês de junho. 

Helen é a segunda mulher a presidir o PT. Ela venceu a convenção do partido. Saiba o que elas pensam sobre o momento atual e o que pretendem para seus partidos no ano que vem.

Formada CPI para investigar sucateamento e contratos do parque de máquinas 


Helen é a segunda presidente mulher no PT

A professora Helen Cabral veio de Uruguaiana para Santa Maria e se tornou uma das principais lideranças do PT Foto: Lucas Amorelli / New Co DSM

Nos 37 anos de existência do Partido dos Trabalhadores (PT) em Santa Maria, a professora e ex-vereadora Helen Cabral, 47 anos, é a segunda mulher a presidir a sigla no município. 

A pioneira foi Tânia Silva, nos anos 90. Helen foi eleita em abril, em convenção municipal.

Nascida em Uruguaiana, começou a militar no movimento secundarista na cidade natal, onde a mãe, a também professora Maria Clori Cabral, era militante do Cpers/Sindicato.

Reviravoltas e surpresas: 15 fatos que marcaram a Política nos últimos 15 anos

Foi na militância estudantil que conheceu Paulo Pimenta, então líder da juventude petista e atualmente deputado federal. Em 1989, teve a ficha partidária abonada por Luiz Inácio Lula da Silva, principal líder da história petista.

– Em 1990, vim para Santa Maria estudar na UFSM e fui moradora da Casa do Estudante. Sempre fui feminista e ativista – orgulha-se a presidente petista.

Na Escola Estadual Walter Jobim, onde lecion, foi diretora eleita por quatro gestões. A partir dos anos 2000, tornou-se uma das principais lideranças petistas na cidade, o que a levou a ser vereadora, e candidata a outros cargos eletivos (concorreu a prefeita, a deputada estadual e a vice-prefeita).

A primeira meta de sua gestão, que é de dois anos, é reforçar o papel de oposição do PT, principalmente em nível local. A primeira ação está prevista para as 19h de segunda-feira, quando o partido vai fazer uma avaliação dos seis meses do governo Jorge Pozzobom (PSDB), com transmissão pelas redes sociais.

Em audiência pública, moradores relatam o drama com alagamentos

Já para as eleições 2018, Helen adianta que a prioridade local será para a dobradinha Paulo Pimenta e Valdeci Oliveira, que concorrerão à reeleição para deputado federal e estadual, respectivamente.

Sobre as denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava-Jato envolvendo líderes petistas, Helen é enfática na defesa do ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva.

– O Moro (juiz Sérgio Moro, do processo da Lava-Jato) tem um desejo enorme de condenar o Lula porque o objetivo dele e da direita que deu esse golpe no país é que o PT não volte ao poder – diz a comandante petista.

Quanto cada cidade vai receber do imposto de cartões de créditos e débitos

HELEN MARTINS CABRAL

– Filiada ao PT desde 1989

– 47 anos

– Professora estadual e pós-graduada em Gestão Pública

– Nascida em Uruguaiana

– Casada e mãe de uma menina

A ex-vereadora e advogada Sandra Rebelato, 65 anos, é pioneira do Partido Progressista (PP). 

Vice-governador diz que Estado não vai ser gestor do Regional 


Sandra é a primeira mulher a presidente o PP na cidade

A advogada Sandra Rebelato assumiu o comando do  PP e é pioneira na legenda fundada há 52 anos Foto: Lucas Amorelli / New Co DSM

Eleita presidente municipal do partido na convenção de 21 de maio deste ano, em chapa de consenso, ela é a primeira mulher a comandar a legenda em 52 anos de existência da agremiação política que já foi Arena, PDS, PPR e PPB.

Sandra herdou do pai, o ex-vereador Lourenço Rebellatto (registrado com grafia diferente), que faleceu em 2013, o gosto pela política.

– Sempre acompanhei meu pai em eventos profissionais e políticos. Mudamos bastante de nome enquanto partido, mas mantivemos a ideologia – comenta a dirigente, que assinou ficha na Arena em 25 de agosto de 1970.

Ela atribui o fato de ser a primeira mulher a presidir seu partido à cultura histórica de domínio dos homens na sociedade e à própria ¿timidez das mulheres¿.

TCE esclarece dúvidas de gestores da região 

– As decisões sempre partiam de um grupo masculino. A Yeda (ex-governadora Yeda Crusius, do PSDB) abriu espaço para as mulheres, mas o grande ¿boom¿ foi a eleição da Ana Amélia como senadora e sua candidatura ao governo do Estado – avalia ela.

Entre suas metas para os dois anos no comando da sigla, Sandra destaca a realização de seminários e reuniões de formação política.
Também planeja o recadastramento dos 3.135 filiados do partido no município (dados da Justiça Eleitoral). 

Sobre eventuais candidaturas locais a deputado estadual e federal nas eleições do ano que vem, diz que a decisão será do diretório. 

Secretária de Mobilidade Urbana do governo Pozzobom, Sandra preside o partido do vice-prefeito Sergio Cechin e não vê incompatibilidade no acúmulo das funções.

Santa Maria deverá ter veículo que fiscaliza Zona Azul e detecta carros roubados e com IPVA vencido

Sandra, que foi defensora pública estadual e atuou como advogada, acredita na força das leis para a depuração política, inclusive em relação a integrantes do seu partido envolvidos em denúncias de corrupção investigadas pela Operação Lava-Jato.

– Minha característica é ser legalista e acredito que a própria lei já define as consequências – defende Sandra.

SANDRA MARIA REBELATO

– Filiada ao PP desde 1970

– 65 anos

– Advogada e professora

– Nascida em Santa Maria

– Divorciada, mãe de um casal e avó de três netos

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3221-1616
(55) 99973-0878
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249