contatos Assine
diário nos bairros

Criminalidade e falta de infraestrutura incomodam moradores do Bairro Carolina

23 Abril 2018 13:00:00

Muitas ruas não têm sinalização e estão entre as reclamações de moradores que temem acidentes

Fotos: Natália Venturini (Diário)
Propriedades como essa estão com mato alto e lixo acumulado

Os moradores das vilas Carolina e Valdemar Rodrigues, no Bairro Carolina, em Santa Maria, dizem sofrer com os altos índices de violência no local. Eles reclamam, entre outras coisas, da quantidade de assaltos que acontecem a qualquer hora do dia e dizem que várias casas e terrenos baldios são pontos de tráfico de drogas. Os moradores afirmam estar cansados dessa rotina de criminalidade e pedem soluções ao poder público.

- É terrível. À tardinha, não dá mais para ficar no pátio de casa tomando um chimarrão e nem deixar nada à vista. As roupas, a gente acaba estendendo dentro de casa, se não, quando vira as costas, já não tem mais nada. Está complicado morar aqui. Perdemos nossa liberdade de morador. Precisamos viver trancafiados dentro de casa, pois os bandidos tomaram conta da vila - desabafa uma moradora que pediu para não ser identificada.

Moradores do bairro Rosário convivem com assaltos a pedestres e estabelecimentos

Ela vive no bairro há 50 anos e conta que, inúmeras vezes, viu criminosos carregando sofás, televisores e outros objetos que, ela acredita, eram roubados:

- Não tem hora para os crimes. Precisamos nos cuidar para não sermos assaltados ou mortos ao sairmos de casa. Esse medo ronda nossas vidas.

Os moradores também reclamam que sofrem represálias dos criminosos quando reclamam da situação nos órgãos públicos.

- Eles colocam fogo nos pontos de tráfico que ficam perto das nossas casas quando tem denúncia. Nosso temor é de que algum dia esse fogo atinja as casas, e os moradores se machuquem - relata um vizinho que também pediu para não ser identificado.

O QUE DIZ A BRIGADA MILITAR
Sobre os pontos de tráfico

De acordo com o Comandante do 1º Regimento de Policia Montada, tenente coronel Erivelto Hernandes Rodrigues, a Brigada Militar vem trabalhando no local no sentido de promover o combate e a prevenção ao tráfico de drogas

Faltam calçamento e sinalização no Bairro Nonoai

Os moradores dizem, ainda, que o arrombamento de casas no bairro é comum. Eles reclamam que já levaram essas questões ao poder público, mas que nada foi feito.

O QUE DIZ A BRIGADA MILITAR
Sobre os assaltos a pedestres e residências

Também conforme o Comandante Rodrigues, a Brigada Militar realiza a Operação Avante no bairro, com o objetivo de identificar suspeitos e práticas de crime 

Outra grande reclamação diz respeito à falta de sinalização de trânsito no bairro. As ruas quase não têm demarcações horizontais, e muitas vias estão sem placas de identificação. Na Rua Marechal Rondon, quase esquina com a Rua Tomaz Antônio Gonzaga, existe uma curva em que já ocorreram acidentes, muitos deles, com motociclistas que acabam se perdendo e batendo contra os muros das casas e postes de iluminação.

Ruas esburacadas incomodam vizinhança do Bairro Renascença

- Um motociclista bateu a cabeça contra o poste de concreto, e um carro já detonou meu muro. Precisamos cuidar para não sermos atropelados sujeira Restos de lixo, de sacolas, de móveis e até de eletrodomésticos estão atirados em um terreno e ocupam parte da rua Pedro Ritzel dentro do pátio da nossa casa. Isso é uma vergonha - reclama uma moradora.

O QUE DIZ A PREFEITURA
Sobre a falta de sinalização nas ruas e a falta de placas

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, uma análise será realizada no local pelo Departamento Municipal de Trânsitos para que o problema possa ser incluído no cronograma de obras da pasta
Conforme a Secretaria de Mobilidade Urbana do Município, o contrato com a empresa que faz as placas se encerrou. A secretaria estuda processo licitatório para definir novo fornecedor. 

Além disso, dois terrenos baldios estão cheios de lixo e com mato alto. Um deles está localizado na Rua Tomaz Antônio Gonzaga, e o outro, a Rua Pedro Ritzel. Os lixos jogados no local estão invadindo a rua fazendo com que carros e pedestres precisem invadir a pista contrária.

Faltam calçamento e sinalização no Bairro Nonoai

- Isso acontece há anos. Ligamos várias vezes para a prefeitura para reclamar, mas nada acontece. Já estou cansado de tanto pedir uma solução - lamenta um morador. 

O QUE DIZ A PREFEITURA
Sobre os terrenos, o lixo acumulado e mato alto
O Setor de Fiscalização da Secretaria de Estruturação e Regulação Urbana diz que o proprietário do terreno baldio localizado na Rua Tomaz Antônio Gonzaga será notificado para limpar e manter o imóvel devidamente fechado.
Em relação ao terreno localizado na Rua Pedro Ritzel, a Secretaria de Meio Ambiente diz que fará uma vistoria no lugar e analisará o que precisa ser feito. Não foi dado prazo para o serviço.

Está bem difícil passar pelas ruas do Bairro Lorenzi

A vizinhança também reclama da falta de parada de ônibus. Segundo os moradores, há lugares que têm placas indicativas, mas a população precisa ficar no sol ou na chuva esperando o transporte. Eles também afirmam que muitos horários não são respeitados:

- Há dias em que o ônibus passa bem cedo, em outros, ele vem atrasado mais de meia hora. Nunca tem hora certa para passar nos lugares aqui. É uma falta de respeito com a gente, que fica esperando - diz um morador.

O QUE DIZ A PREFEITURA
Sobre a falta de paradas de ônibus

Conforme a Secretaria de Mobilidade Urbana, a instalação de abrigos está no planejamento da pasta, mas sem data para acontecer.

O QUE DIZ A PREFEITURA
Sobre os horários do transporte coletivo

A Secretaria de Mobilidade Urbana diz que não recebeu nenhuma reclamação até o momento, mas que os fiscais do Setor de Fiscalização irão notificar a Associação de Transportadores Urbanos (ATU) a monitorar as linhas que atendem a região.

Buraqueira incomoda moradores do Bairro Boi Morto

Os buracos também fazem parte da rotina dos moradores do Bairro Carolina. Na Rua Tomaz Antônio Gonzaga, motos, carros e transporte coletivo necessitam desviar da buraqueira para não sofrerem ou causarem algum acidente.

O QUE DIZ A PREFEITURA
Sobre a buraqueira na Rua Tomaz Antônio Gonzaga
Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos será feita manutenção na rua, mas sem data prevista.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249