contatos Assine
O topo é dela

Maria Portela assume a liderança mundial no judô pela primeira vez

19 Março 2018 20:42:00

Judoca revelada em projeto social de Santa Maria é a melhor da categoria 70 kg

Foto: Marina Mayorova (FIJ, Divulgação)

Assim como já era esperado, na tarde desta segunda-feira, a atualização do ranking mundial da Federação Internacional de Judô (FIJ) confirmou: Maria Portela é a melhor judoca do mundo na categoria 70 kg. A atleta, nascida em Júlio de Castilhos e revelada em projeto social de Santa Maria, assumiu a liderança graças ao título no Grand Slam de Ecaterimburgo, na Rússia, no domingo. Com a medalha de ouro, ela somou mil pontos e ultrapassou a então primeira colocada, a japonesa Chizuro Arai, que tem 4.650 pontos.

Maria Portela confirma favoritismo e vence Grande Slam na Rússia 

Mais uma vez, com esse grande feito, ela grava o seu nome na história do esporte santa-mariense em uma trajetória repleta de lutas dentro e fora dos tatames. Foi aos oito anos que Maria descobriu o judô após uma visita de Aglaia Pavani em sua escola, no Bairro Tancredo Neves. Perdeu o pai logo cedo, quando ainda morava em Júlio de Castilhos. Já foi babá para ajudar no sustento da família. Aplicou vários ippons nas dificuldades até conseguir chegar ao profissionalismo esportivo.

Maria Portela é campeã mundial na Rússia e sobe para 2º lugar no ranking

- É felicidade demais. "Tô" explodindo de alegria e agradecimento a todos que fazem parte desse sonho comigo. Sempre quero ser a melhor, mas nunca tinha tido essa sensação. Estou sem palavras. Liderar o ranking mundial é uma coroação pelos resultados, mas serve para me manter alerta e continuar em busca de evolução - resume a Raçudinha.

Leia tudo sobre Esportes

O Grand Slam de Ecaterimburgo foi a estreia de Maria na temporada. A etapa é considerada uma das mais difíceis do Circuito Mundial. Como era a melhor colocada, ela começou logo nas quartas de final, na Chave A. A estreia foi contra a britânica Katiejemima Yeatsbrown. Vitória por ippon (a pontuação máxima do judô), assim como nas demais lutas. A adversária da semifinal foi Szabina Gersack, da Hungria. Na decisão, ela imobilizou a anfitriã Taisia Kireeva, da Rússia, para ficar com o título.

MAIS UM OURO 

Maria iniciou o ano da mesma forma que terminou 2017. Ela venceu o World Masters em São Petesburgo, também na Rússia, em dezembro. A competição reunia apenas as 16 melhores judocas do mundo e garantiu 1,8 mil pontos para a Raçudinha, a maior pontuação possível em um único campeonato. 


fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249