contatos Assine
A volta do canoísta olímpico

Gilvan Ribeiro suspende aposentaria e anuncia retorno a competições de canoagem

08 Fevereiro 2018 15:00:00

Canoísta de Santa Maria, que participou da última Olimpíada, tentará reconquistar espaço na seleção brasileira

Naiôn Curcino

Foto: Lucas Amorelli (Diário)

Depois de um ano sabático e de uma aposentadoria anunciada, o canoísta Gilvan Ribeiro, 28 anos, está de volta. Meses após a sua participação nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, ele anunciou que deixava a seleção brasileira de canoagem e as competições de alto rendimento, em fevereiro do ano passado. Um ano mais tarde, a certeza de que ainda pode dar muito pelo esporte, não só na cidade, mas também em nível nacional, fez com que o pentacampeão brasileiro, campeão sul-americano e medalhista pan-americano voltasse a remar profissionalmente em seu caiaque. Aliado a isso, a efetivação do Bolsa-Atleta, benefício garantido graças ao 13º lugar no K4-1.000m e ao 10º lugar no K2-200m na última Olimpíada, ajudou bastante na decisão. 

Dois canoístas da cidade renovam o Bolsa-Atleta

- No começo do ano, logo depois da virada, olhei para 2018 e vi que tinha energia para voltar aos treinos e que tinha condições de me manter treinando aqui em Santa Maria. Obviamente que essa vinda do Bolsa-Atleta colaborou, porque é uma forma de eu ter uma remuneração estando fora da seleção. O Bolsa possibilita essa volta, porque o atleta precisa se manter, pagar as contas. Mas isso não é o que mantém a gente treinando. O que me faz vir aqui, abaixo de sol, chuva, raio, como sempre fiz, é a motivação, a adrenalina de alinhar no lado da galera e querer chegar na frente e, quem sabe, estar no circuito mundial novamente - explica. 

Confirmado: Gilvan Ribeiro também disputará Olimpíada no K-4

Apesar da retomada, Gilvan continua com a ideia de não ir morar no Centro de Treinamentos (CT) da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), em Curitiba, mesmo que seja convocado para representar o Brasil. A distância dos familiares havia sido um dos motivos para a "aposentaria". Ele treinará na Asena, na barragem do DNOS, no Bairro Campestre, em Santa Maria.  

Gilvan Ribeiro vence final em Atlanta e garante vaga nos Jogos Olímpicos

- Estou buscando essa logística para continuar treinando com qualidade, que é o que eu tinha lá (em Curitiba). Hoje existe uma regra que, quem está fora do CT, não pode competir em provas internacionais. Vou em busca da mudança dessa regra, não só para meu benefício, mas porque entendo que o melhor para o desenvolvimento da canoagem é descentralizar os melhores atletas de lá - relata. 

"O garoto do bairro Campestre chegou à lua a bordo do seu caiaque"

O primeiro compromisso oficial de Gilvan será em abril, em uma seletiva nacional. A Copa Brasil de Canoagem servirá para formar a equipe que representará o país em competições internacionais. Depois, em maio, participará do Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona para complementar a preparação. Se tudo der certo, pode estar no Sul-Americano, em junho, na Bolívia, e, no ano que vem, no Pan-Americano, no Peru. 

TÓQUIO 2020

Falar de Olimpíada para Gilvan sempre é especial. Ele viveu um momento mágico nos Jogos do Rio. No entanto, prefere não olhar tão à frente, já que está em uma retomada na sua carreira. Mas, obviamente, nos seus sonhos, as águas japonesas são cortadas pelas suas remadas. 

Vídeo com o atleta olímpico Gilvan Ribeiro repercute e emociona nas redes sociais

- Não digo que é o foco, porque preciso pensar a curto prazo, agora, ver como meu corpo vai responder neste primeiro semestre. Obviamente que, por já ter participado de uma Olimpíada, saber que daqui a três anos posso ter uma nova oportunidade, mexe com a minha adrenalina, com a minha emoção e com a motivação. Mas não quero alimentar isso como foco principal, porque pode se tornar uma frustração. O meu dever Olímpico está cumprido, que foi em 2016. Volto com o profissionalismo que sempre trabalhei, mas com a cabeça tranquila, sem ter uma cobrança, uma pressão, que foi justamente isso que me cansou um pouco. Deu saudade. Tem lenha para gastar ainda, em termos físicos, e a cabeça está recuperada daquele desgaste todo que foi até a Olimpíada - garante.

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249