contatos Assine
Saúde

O AVC pode ser superado

30 Julho 2016 00:00:00

Cerca de 20% mais frequente no inverno o Acidente Vascular Cerebral é grave, mas cuidados podem garantir boa recuperação

Alessandra Noal
"

Conhecido também como derrame, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) mata um brasileiro a cada 5 minutos, segundo dados do Ministério da Saúde. Além disso, é uma das principais causas de óbito entre adultos no país, contabilizando mais de 100 mil mortes por ano. Sim, os números assustam e, justamente por isso, os cuidados são essenciais.

Moradores do bairro Urlândia querem mais serviços de saúde 

O Acidente Vascular Cerebral é resultado do mau funcionamento cerebral. Acontece pelo entupimento dos vasos que levam sangue ao cérebro (isquêmico, 80% dos casos), ou pelo rompimento do vaso provocando sangramento no cérebro (hemorrágico, 20% dos casos). 

Conforme o neurologista Edson Issamu, os fatores de risco mais comuns do AVC são hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, obesidade, sedentarismo e dislipidemia (distúrbio caracterizado pela presença excessiva ou anormal de colesterol e triglicérides no sangue). Segundo o especialista, todos esses fatores aceleram o envelhecimento das artérias. E o AVC não avisa quando vai chegar. Issamu diz que a pessoa está bem e, no momento seguinte, já apresenta os sintomas.

Pelos de roedor, insetos e fungos: veja o que é permitido em alimentos que você consome 

– A manifestação é rápida. Entre os sintomas, estão a diminuição da força de um dos lados do corpo ou de algum membro isolado, alteração da fala, desvio da rima labial, tontura súbita e persistente, dor de cabeça atípica, perda da consciência e alteração de sensibilidade do corpo – explica o neurologista.

E há outro fator de risco envolvido com a doença: no inverno, os casos de derrame aumentam em 20%.

– No frio, o organismo busca uma redução da perda do calor. Sendo assim, o corpo libera substâncias que minimizam a circulação. As artérias tendem a se fechar mais, diminuindo a circulação geral e a dissipação do calor. Há um aumento da pressão arterial e do trabalho do coração, propiciando arritmias cardíacas. Além disso, temos uma tendência a diminuir a ingestão de líquidos, aumentando a viscosidade do sangue e a possibilidade de coagulação nos vasos. A tendência a ingerir mais gordura no inverno, o que tende a aumentar a obstrução das artérias – diz.

Sem raio-x, mil pacientes são prejudicados por mês em hospital de Formigueiro

Cerca de 80% das pessoas que sofrem um derrame cerebral precisam enfrentar sequelas motoras (paralisias), dificuldades na fala, alterações de equilíbrio e de comportamento – problemas que podem ser reduzidos com o auxílio de medicamentos, além de tratamentos fonoaudiológicos e fisioterápicos.

Segundo a fisioterapeuta Fabiana Moraes Flores, o AVC é a causa mais comum de incapacidade física em adultos, devido à deficiência sensorial, distúrbios motores, fraqueza muscular e posturas assimétricas resultantes do dano no sistema nervoso central.

Instituto Butantan começa a testar vacina da dengue em Porto Alegre

– O processo de reabilitação é fundamental para minimizar o impacto da lesão cerebral na qualidade de vida do paciente, com o objetivo de recuperação funcional global dos indivídu"

mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249