contatos Assine
Pet

Educadora física tem uma calopsita como animal de estimação

14 Julho 2017 00:00:00

Veja onde comprar calopsitas e como cuidar do pássaro 

Quando Paco adoeceu, a educadora física Laura Carpes da Rosa ficou muito preocupada. Afinal, ele faz parte da vida dela há 11 anos. Trata-se de uma ave calopsita que gosta de cantar e de brincar com sua tutora, além de ser amiga de Bonny, o cachorro salsichinha da casa. 

Foto: arquivo pessoal / azrquivo pessoal

– No último ano de faculdade, conheci o Paco e me encantei. Foi amor à primeira vista. Comprei-o com o meu primeiro salário. Com o tempo, aprendi a cuidar dele. Ele assovia e cria as próprias melodias. É um compositor. Como ele nunca havia adoecido, tive medo de perdê-lo, afinal, ele já é idoso – conta.

Seu animal de estimação precisa de cuidados especiais quando envelhece

Segundo a educadora física, Paco adoeceu por ter comido algo que fez mal. Com muitos cuidados, a calopsita melhorou e continua a brincar e a subir nos ombros da tutora, logo que ela chega em casa.

Por se adaptar bem em casas e fora de gaiolas, as calopsitas estão entre as principais aves escolhidas para animais de estimação. Independentes, gostam de estar perto dos donos e seguir seus passos pela casa. Laura conta que Paco é dócil e brincalhão. Além disso, não dá trabalho nenhum.

A ornitopatologista Maristela Lovatto, do Laboratório Central de Diagnóstico em Patologias Aviárias (LCDPA) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), recomenda que os tutores levem as calopsitas para fazer exames de fezes e de sangue periodicamente. 

– Os cuidados com as calopsitas são simples. Além dos exames, oferecer uma alimentação de qualidade é fundamental. As aves precisam ter sempre água limpa, e os tutores devem cuidar para que elas não ingiram corpos estranhos – recomenda a especialista.

Para que Paco não fuja, Laura optou por cortar a ponta da asa. Assim, ele fica solto dentro de casa e a tutora pode sair tranquila. Segundo Maristela, o corte da asa deve ser feito por um veterinário, visto que o procedimento conta com uma metodologia específica importante para o equilíbrio do animal.

Calopsitas podem reproduzir a partir do primeiro ano de vida, em qualquer época do ano. A veterinária e especialista em aves Laurete Murer recomenda duas ou três ninhadas anuais para não levar o animal à exaustão.

Museu de Santiago ganha acervo que conta a história dos brinquedos de antigamente

– Tenho uma calopsita macho de três anos, o Chico. Sempre que possível, dou banho nele com borrifador. As calopsitas são dóceis, porém, devemos transmitir segurança a essas aves. Elas se assustam com facilidade – destaca Laurete.

PREÇOS

_ Na Casa Rural, o valor médio da calopsita é de R$ 90 a R$ 150 (essa é a mais cara, pois já vem adestrada). A gaiola custa de R$ 100 a R$ 250 e a comida, R$ 8 o quilo.
_ Na Vitta Fort, a gaiola custa de R$ 80 a R$ 100 e a ração, entre R$ 60 a R$ 80, o pacote de 10 quilos.
_ Na Veterinária Santo Antônio o viveiro custa R$ 149,90, o pacote de girassol, R$ 3,20, e o misturado com outras comidas é R$ 3,50, ambos com 500 gramas.
_ No pet A Bicharada 500 gramas de ração custam R$ 5,50.

Quer criar uma calopsita?

– O ideal é que ela seja criada solta, mas, em caso de gaiolas, essas devem ser higienizadas com frequência.

– Dê alimentação adequada para aves, como mix de sementes, composto de alpiste, aveia e girassol e rações específicas.

– Verduras, legumes e frutas podem complementar o cardápio.

_ Todas as frutas podem ser oferecidas, em pequenas porções.

– Evite abacate, por conter muita gordura e retire a semente da maçã, antes de oferecer.

– É proibida a alimentação para humanos, com sal e açúcar, biscoitos recheados, chocolate e bolos.

– Evite muita semente de girassol.

– Ofereça ração peletizada, que evita seleção alimentar e, junto com as frutas, completa as necessidades nutricionais

Fonte: Veterinárias Maristela Lovatto e Laurette Murer

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249