contatos Assine
pet

Saiba como lidar com queda de pelos dos cachorros e gatos

05 Janeiro 2018 14:00:00

A queda é um processo natural, que ocorre anualmente

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Uma situação comum entre os tutores de gatos e cachorros é a convivência forçada com aquele monte de pelos que os bichinhos soltam. Os rastros da presença do pet ficam nas roupas, no chão e no sofá. Segundo a médica veterinária Magali Fernandes de Oliveira, a queda de pelos é um processo natural, que ocorre anualmente, por conta do período em que a pelagem velha dá lugar à nova. Essa transição ganha força no verão e no inverno, especialmente, em animais com pelagem dupla, ou seja, aquelas raças que têm uma espécie de subpêlo no corpo.

- Esses animais são capazes de se proteger das temperaturas extremas. Os cães da raça husky siberiano, por exemplo, que são originários de uma região mais fria, já têm uma pelagem preparada para isso - explica a veterinária.  

DICAS  
A bancária Juliane Leviski, 35 anos, já está acostumada com a situação. Com três cachorros e dois gatos em casa, ela acredita que as quedas de pelo dos bichos variam conforme a raça de cada animal, mas se intensificam nas altas temperaturas. 

- A Baunilha, que é a labradora, e a Coca, que é chow chow, perdem muito pelo no verão. Assim como o gato, Bel, que é um vira lata. Mas, aqui em casa, a gente aprendeu a lidar e, principalmente, a usar aspirador de pó - comenta a bancária. 

Juliane diz, ainda, que utiliza rolos adesivos para retirar os rastros de pelos das roupas. Além disso, ela também se adaptou a encapar o sofá com uma manta, para quando chegam as visitas de amigos e familiares. 

- Quando chega alguém em casa, eu tiro a manta e deixo somente a capa do sofá. Mas eu sempre aviso para as pessoas que tenho gatos e cachorros em casa, daí, elas já chegam aqui preparadas para os pelos - diz ela. 

15 dicas para ensinar o pet a fazer xixi no lugar certo

FIQUE ATENTO 
Apesar de a troca de pelagem ser um hábito natural dos animais, os tutores devem prestar atenção quando a queda de pelo é mais intensa durante as outras estações, como primavera e outono. Isso porque a intensidade pode estar relacionada a doenças de pele e presença de parasitas ou de infecções. 

- Os clientes comentam que os animais mais novinhos apresentam uma perda mais acentuada. Então, devemos ficar de olho para ver se isso é normal e procurar um médico veterinário - explica Magali. 

Se a queda for muito intensa, especialistas recomendam amenizá-la por meio de uma alimentação mais balanceada e de uma higiene adequada, escovando o pelo do animal semanalmente para que o pelagem antiga caia. 

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)/ Coca, a chow chow de Juliane e do marido, Augusto Dorneles Júnior, é escovada com frequência

FATORES QUE PODEM INFLUENCIAR 

  • Má alimentação
  • Parasitas, como pulgas 
  • Infecções por fungos ou bactérias
  • Doenças imunológicas 

VÍDEO: conheça Tobias, o cão mascote de uma farmácia em Santa Maria

COMO DEIXAR A CASA LIMPA 

  • Utilize aspirador de pó ou panos úmidos na casa 
  • Rolos adesivos são boas opções para retirar os pelos das roupas 
  • Use capas removíveis no sofá e nas almofadas
  • Procure por uma escovação feita por um profissional 

Se o animal dá sinais de que sente muito calor em dias de temperatura alta, é melhor tosar a pelagem 

Fonte: Magali Fernandes de Oliveira, médica veterinária 


mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249