contatos Assine
pet

Qual o momento certo de separar o filhote da mãe?

23 Fevereiro 2018 12:00:00

Especialista explica que a separação precoce pode gerar carências nutricionais no cãozinho

Foto: Lizie Antonello (Arquivo/Diário)

O convívio com a mãe nos primeiros dias de vida de um bebê é importante para a adaptação do recém-nascido. E, no mundo animal, não é diferente. Assim como os seres humanos, logo nos primeiros dias, por conta da socialização e da troca de comportamentos, os cachorros também têm necessidade de se relacionar com a mãe e com os irmãos. Dessa forma, cabe aos tutores a missão de decidir: qual o momento exato para separar os filhotes da matilha?

- Se o filhote é retirado muito cedo de perto da mãe, ele perde a oportunidade de aprender a se adequar com a espécie. A separação prematura gera desvios comportamentais que são muito difíceis de serem revertidos depois - explica a médica veterinária Silvia Schultz.

A esteticista canina Lais Antunes Jonco, 32 anos, passou por esse dilema quando encontrou uma cachorrinha com dois filhotes abandonados na rua. Depois de decidir castrá-los para disponibilizar todos à adoção, ela percebeu que os cachorros eram muito apegados e que seria difícil separá-los da mãe. Por sorte, conseguiu doar os dois filhotes para a mesma família. Assim, eles teriam a companhia um do outro.

A SEPARAÇÃO  
Segundo a veterinária, a separação precoce do filhote e da mãe, principalmente durante a amamentação, pode desencadear carências nutricionais no cãozinho. Além disso, eles podem desenvolver atitudes agressivas e antissociais. Para evitar essas consequências, Silvia recomenda que a separação ocorra quando o filhote estiver com 60 dias. Caso não seja possível esperar até lá, o bicho deve ter, no mínimo, 45 dias de vida.  

7 dicas do que fazer quando seu animal de estimação fugir de casa

COMPORTAMENTO
O "imprinting" é a primeira fase da vida do cachorro, onde ele absorve os comportamentos vindos da mãe e conhece os aspectos sociais e psicológicos da espécie. A médica veterinária explica ainda que esta é uma fase importante, já que a mãe está presente para corrigir possíveis maus comportamentos.  

- Nós, seres humanos, também somos animais e passamos pelas mesmas fases. Porém, cada espécie tem seu tempo mínimo para ser separado da mãe - fala Silvia.

PRONTOS 
Após o período de 60 dias, a própria mãe começa a dar sinais de que já é possível separar-se dos filhotes. Segundo a veterinária, a partir disso, a cadela começa a estimular comportamentos adultos e independentes, para que eles aprendam a se virar sozinhos. Dessa forma, o animal começa a explorar o ambiente ao redor, a alimentar-se e a resolver conflitos com os irmãos.  

FIQUE ATENTO 
Nas primeiras semanas de vida, a mãe irá auxiliar o filhote nos seguintes aspectos: 

  • Alimentação e fornecimento de anticorpos pelo leite materno
  • Socialização
  • Transmissão de comportamento

    (Fonte: Silvia Schultz, médica veterinária) 


fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249