contatos Assine
série: túnel do tempo

Banda santa-mariense Lactuca Sativa completaria 20 anos de formação este ano

16 Abril 2018 12:00:00

O quarteto era formado por Clauson Kraemer, Fábio Trindade, Márcio Niederauer e Vagner Schmidt

Foto: Charles Guerra (Diário)
Lactuca Sativa se reencontra e relembra de momentos que marcara a trajetória do grupo. Na foto acima, Clauson Kraemer (à frente), Fábio Trindade (atrás, à esq) e Vagner Schmidt (atrás, à direita)

A história começa em 1998, com três colegas do Ensino Fundamental, que sonhavam em montar uma banda e por meio desta, animar as festas e os amigos. Mais tarde, com a chegada de um quarto integrante, o que era apenas diversão ficou sério e, assim, nascia a emblemática Lactuca Sativa, que neste ano completaria 20 anos de formação.

O quarteto era formado por Clauson Kraemer (voz e guitarra), Fábio Trindade (contrabaixo), Márcio Niederauer (guitarra) e Vagner Schmidt (bateria). Todos eles lembram saudosos desses tempos e não negam a possibilidade de um reencontro musical, mas por enquanto eles apenas revisitam essa história.

Lactuca esteve entre as bandas locais mais tocadas nas rádios gaúchas no final dos anos 1990 e início dos anos 2000, e arrastava uma legião de fãs aos shows.

O que os astros reservam a seu signo nesta segunda

Com a proposta de regatar o rock gaúcho na Cidade Cultura, o grupo surgiu no cenário santa-mariense com covers de bandas admiradas por eles mais tarde com composições próprias.

De acordo com Vagner Schmidt, o Bito, inicialmente os ensaios eram assíduos durante o fim de semana.

- Nossa diversão no fim de semana era ensaiar, no estúdio na casa do Fábio. Também foi onde começamos a compor as músicas que fizeram parte da nossa primeira demo - conta o baterista.

Com 10 músicas autorais Deu Revolt's nas Alface foi o nome do primeiro sucesso, uma demo, que em junho de 2000, fez a banda estourar nas rádios do Coração do Rio Grande.

- Naquela época a cena musical da cidade era marcada por bandas que compunham. As casas noturnas ofereciam bastante espaço e isso acabou nos projetando regionalmente em rádios jornais e até revistas veiculadas nacionalmente - relembra Trindade.

Cineclube e mais 9 opções para curtir a segunda em Santa Maria

arquivo pessoal
Vagner Schmidt (Bito) , Clauson Kraemer (Batata), Márcio Niederauer (Grota), Fabio Trindade
REALIZAÇÃO 

Em novembro de 2001, o grupo lançou seu primeiro CD, intitulado ... É pra comê ou pra leva?, que em menos de três meses teve mais de 800 cópias vendidas.

Entre os hits do novo álbum, estava a música Gasolina que, mais tarde, teve um videoclipe produzido pelos alunos de Comunicação Social da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

- Eles gostavam do som e era uma oportunidade de mostrar o trabalho deles também. E foi uma grande realização. - conta Niederauer, o Grota.

Sandro e Cícero ultrapassa a marca de 1 milhão de visualizações no YouTube

Os meninos de Santa Maria ultrapassaram os limites da Cidade Cultura e, por conta disso, vieram os shows por diversas cidades gaúchas, convites para participação em CDs, como os das rádios Atlântida FM e Pop Rock. Os fãs clubes começaram a ser criados e, eles também ganharam o primeiro lugar no Universo Pop, o primeiro festival estudantil de música do Centro do Estado.

- Foi muito gratificante todo o reconhecimento, porque nosso trabalho, apesar de acontecer de forma natural, sempre foi feito com seriedade e responsabilidade - diz Kraemer, conhecido como Batata.

OUTROS E NOVOS RUMOS
Foi em 2007 que a Cidade Cultura perdeu uma de suas fortes bandas de rock gaúcho. Depois de finalizar o Ensino Fundamental e o Ensino Médio, veio a faculdade. E os jovens entusiastas do rock tomaram outros rumos.

- Já não tínhamos mais a formação original da banda. O Márcio e o Fábio precisavam focar no final da faculdade e resolveram dar um tempo. Eu, o Fernandinho (Fernando Denardin) e o Zeh (José Carlos Hoppe) resolvemos formar um projeto, um trio para tocar em bar. Foi aí que começamos com Os Marias - conta Schmidt.

FOTO: leitores compartilham momentos com o Diário

Paralelamente a Medicina Veterinária, Schmidt integra a banda Os Marias. Trindade é arquiteto e, atualmente , trabalha na área da construção civil.

Niederauer formou-se em Direito, atua como delegado da Polícia Civil em Porto Alegre. E Karemer segue na música, tocando pelos bares da cidade, cantando, produzindo e também dando aulas de música.

- Quando podemos nos encontramos. Temos o aniversário de um ano da filha do Grota. O Fábio é meu primo então as vezes jantamos juntos, nos encontramos. A filha do Batata era colega da minha filha. Cada um seguiu seus projetos, mas continuamos todos amigos.

*Colaborou Karen Borba

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249