contatos Assine
audiovisual

Alunos do Olavo Bilac gravam três curtas e produzem festival para celebrar as obras

18 Janeiro 2018 10:30:00

A produções 'Linhas Tortas', 'O Candidato' e 'Tudo pela Vingança' serão apresentados hoje durante o 2º Festival Bilaquiano de Curtas

Charles Guerra (Diário)
Um dos coordenadores do projeto João Pedro Wizniewsky Amaral (à frente, no centro), com os roteiristas dos curtas Vitória Barbosa (à frente, a partir da esq.), Lorenzo Busanello, Marcus Schmidt e Júlia Bassani, celebram o festival com os colegas dos terceiros anos da escola que produziram e atuaram nas obras

Para incentivar os jovens a pensar sobre arte e história e para exercitar a criatividade, o professor João Pedro Wizniewsky Amaral e o roteirista Rafael Salles montaram oficinas de letramento e criação audiovisual para mais de 60 alunos dos terceiros anos do Ensino Médio do Instituto Estadual de Educação Olavo Bilac. Além disso, os estudantes também foram incentivados a pensar sobre roteiros, os melhores ângulos de filmagem e tudo o que está incluso em uma produção de ví- deo. O resultado dessa atividade originou três curtas-metragens, que serão exibidos, hoje, durante o 2º Festival Bilaquiano de Curtas (Febic), às 19h15min, no auditório da Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (Cesma).

VÍDEO: pista de patinação no gelo anima as férias da criançada em Santa Maria

No melhor estilo "entrega do Oscar", maior premiação de cinema mundial, o Febic também vai contar com uma noite de gala para celebrar as produções. Com direito a tapete vermelho, apresentador e plateia aplaudindo, os indicados vão estar na expectativa de quem vai ganhar o Bilaquitos (uma espécie de Kikito, troféu entregue no Festival de Cinema de Gramado ou, ainda, como a estatueta do Oscar). Na ocasião, os jurados Camila Vermelho, Enéias Tavares, Francieli Borges, Guilherme Spohr e Luiza Casanova vão escolher os vencedores nas categorias de Melhor Atriz, Ator, Elenco, Produção, Clímax, Direção, Roteiro, Figurino, Maquiagem e , claro, de Melhor Filme.

Planeta Atlântida anuncia ordem de apresentação por dia de festival

Mesmo depois de todo o trabalho de gravação, cortes e montagens, os adolescentes ainda se empenharam para produzir, eles mesmos, o festival.

- Nós, como funcionários públicos, nos sentimos fantásticos em dar esse retorno para a sociedade. É uma realização grande ver os alunos empenhados realizando produções originais e próprias, trabalhando em grupo e fora do horário de aula - orgulha-se João Pedro.

TEMÁTICAS 

Criminalidade, política e vingança. Esses são alguns dos temas abordados nas produções Linhas Tortas, O Candidato e Tudo pela Vingança, respectivamente. Para a criação dos personagens e roteiro os coordenadores não estabeleceram regras e deixaram que a imaginação e o conhecimento dos alunos tomassem conta. A estudante Júlia Bassani, 17 anos, criadora e diretora do curta O Candidato, roteirizou com base em seu interesse e conhecimento pela política.

- Pensei em retratar um idoso que tivesse vivido toda a experiência da política no Brasil. Uma produção para mostrar um pouco desse cenário no nosso país. Gosto de estudar História e a cultura das regiões - considera a estudante.

Concurso Rainha do Carnaval será no dia 1º de fevereiro

Já o enredo de Linhas Tortas, que tem roteiro e direção de Lorenzo Busanello, apresenta um assalto a banco que não teve o final esperado pelos ladrões. A inspiração dele surgiu a partir do filme policial Um Dia de Cão, de Sidney Lumet. Enquanto Tudo Pela Vingança conta a história de uma criança, que adora empinar pipa, e é testemunha ocular de um crime hediondo e tenta contar a verdade, em vão, para os colegas. Apenas a mãe dele acredita na história e busca por justiça.

EDUCADOR E MOTIVADOR

A ideia de produzir curtas surgiu em 2016, como forma de estimular os jovens a frequentarem o ambiente escolar. De acordo com o professor João Pedro, a aceitação superou as expectativas.

- Fomos surpreendidos com a reposta dos alunos. Eles trabalharam muito bem, individual e coletivamente. O projeto não valia nenhuma nota e, mesmo assim, todos participaram - conta João Pedro.

FOTOS: as obras que estão em exposição no Masm

Para as atividades da oficina, que começaram no início do segundo semestre do ano passado, foram disponibilizados alguns períodos da disciplina de Linguagens. Entre as etapas do processo criativo: exibição de filmes, criação de personagens e roteiro, até chegar às gravações externas.

- Dividimos as aulas entre expositivas e práticas. Definimos uma metodologia, levei propostas de curtas enquanto João trabalhava a didática. Cada aluno criou o seu personagem e depois juntamos três personagens de cada turma para criar as histórias. Depois, durante as gravações, atuei na parte técnica enquanto o João foi o produtor executivo dos curtas - explica Rafael Salles, coordenador do projeto.

2º Festival Bilaquiano de Curtas (Febic)

  • Quando - Hoje, às 19h15min
  • Onde - Cesma (R. Prof. Braga, 55)
  • Quanto - Entrada franca

*Colaborou Karen Borba

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249