contatos Assine
Coluna Vida e Saúde

Como dar aula nos dias atuais?

11 Setembro 2017 00:00:00

Colunista questiona a validade do método tradicional em tempos de constantes mudanças

Qual a melhor maneira de dar aula?

Foto: Pixabay / Pixabay

Não tenho a pretensão de responder a tal pergunta, mas quero abrir espaço para pensarmos sobre o tema. Esse é um questionamento permanente desde a época em que eu era estudante, de quando arrisquei dar aulas por um curto período de tempo, e de agora, como mãe.

Quem me acompanha desde a época do blog Em Nome do Filho, sabe dessas indagações constantes. Uma certeza é que o sistema tradicional é falho. Vem ganhando espaço o método de sala de aula invertida (leia aqui entrevista com Jonathan Bergmann, pioneiro no método de sala de aula invertida). O professor não é um mero reprodutor de conteúdo, mas propõe aprendizagem ativa e interage mais com os alunos.

Não sei se o sistema é o caminho para um futuro escolar mais produtivo e condizente com a realidade atual. Acho que ter uma base de conteúdo anterior à atividade presencial enriquece a discussão e o conhecimento de todos os envolvidos, seja de professor ou alunos.

Confira este vídeo de um professor que explica como sua a técnica de aula invertida:

Não é possível ignorar a tecnologia como acessório para ampliar o nosso conhecimento e disponibilizar as ferramentas de forma igualitária. Se o aluno não tiver o acesso à tecnologia em casa, o ideal seria a própria escola disponibilidade um tempo dentro da atividade escolar para utilizar a ferramenta e estar pronto para a aula seguinte. Porém, em tempos de salário parcelado, é um tanto embaraçoso tratar do tema.

Apesar de todo o cenário complicado educacional, o método de dar aulas precisa estar em constante reflexão. Enfim, precisamos experimentar novos processos e "jeitos" de estudar mais adequados a nossa sociedade. No mundo do trabalho também estão surgindo novas formas de trabalhar. O sistema de google, os ambientes compartilhados (cooworking), a divisão do trabalho em momentos de ócio e de produção intensa, o trabalho avaliado pela produtividade e não por tempo de serviço ... e por aí vai.

O nosso mundo está em constante transformação, e o ambiente escolar também precisa se adequar. O nosso mundo é cada vez mais disperso. Observe à  sua volta: quem está ao celular? quem está falando com outra pessoa presencialmente? quais as plataformas que nós e nossos filhos usamos para nos comunicar? ... e os questionamentos são inúmeros.

Como exigir que crianças, adolescentes e jovens consigam ficar sentados numa classe por horas a fio sem se distraírem ou ficarem entediados? Aposto, até o professor finge que aguenta.

mais sobre:

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas mensagem de texto)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249