contatos Assine
tecnologia

7 jogos para os pequenos se divertirem e aprenderem com segurança

25 Abril 2018 13:16:00

Colunista Iuri Patias fala sobre os benefícios que os games podem trazer para as crianças


Todo adulto já foi criança, e, como tal, sabe muito bem que não existe período mais propício na vida para a diversão descompromissada do que a doce faixa-etária que abarca até os 12 anos de idade. Só que, diferentemente do passado, hoje as crianças já nascem conectadas ao mundo digital, e neste contexto se inserem as telas de smarpthones, computadores e videogames. A tentação para pressionar botões ou arrastar o dedo em telas é uma iminência desta geração, principalmente em se tratando da interação com jogos eletrônicos. Por este motivo, a coluna de hoje tem por objetivo apresentar sete (das muitas possibilidades existentes) jogos muito populares no mundo inteiro, que não apenas farão seu filho ou sua filha se divertirem com segurança, como também vão estimular uma série de benefícios para o crescimentos dos pequeninos.

FIFA

Fonte: EA/Divulgação

Definitivamente um game em que você pode jogar partidas de futebol virtual, elegendo seleções, jogadores, campos e também estratégias para vencer o time adversário é um prato quente para boa parte das pessoas no Brasil. Não por menos, FIFA é a franquia de jogos de futebol mais vendida no mundo, e um dos maiores sucessos do mercado de jogos eletrônicos em terras tupiniquins. E, não surpreendentemente, seu apelo entre adultos e adolescentes é o mesmo entre as crianças.

A revolução incomoda. Nós também. Santa Maria, deixe-nos ficar

FIFA é uma forma divertida de aprender conceitos básicos e complexos do esporte mais famoso do Brasil, possibilitando que qualquer criança se divirta no conforto de seu lar, de forma saudável e intuitiva, além de estimular o senso de equipe e a coordenação motora. É um golaço de diversão!
Disponível para: Todos os tipos de videogames, incluindo computadores e smartphones.

LEGO 
Fonte: WB Games/Divulgação

É difícil conhecer alguém que nunca tenha brincado com peças de lego em algum momento de sua vida (principalmente na infância). E tão ou mais legal do que usar a imaginação para construir todo o tipo de ideia com os blocos de montar é jogar os games eletrônicos com o selo da franquia LEGO.

Com dezenas de títulos disponíveis para as mais variadas plataformas, uma das grandes peculiaridades da série no mundo dos jogos eletrônicos é sua grande facilidade.

'Vingadores: Guerra Infinita' tem pré-estreia na madrugada de hoje em Santa Maria

A interface é simples, a dificuldade é baixa, e a curva de aprendizagem também. Mais legal ainda é que a maioria dos títulos da franquia LEGO possuem temáticas muito conhecida pelas crianças, principalmente as que contem heróis de quadrinhos, como os super-heróis da DC ou da Marvel, ou ainda todo o universo da franquia Star Wars. É basicamente uma extensão das peças de LEGO tradicionais, com a possibilidade de criar e interagir com mundos e situações muito mais orgânicas e mágicas.
Disponível para: todos os tipos de videogames, incluindo computadores e smartphones. 

JUST DANCEFonte: Ubisoft/Divulgação

Houve uma época em que jogos de dança estavam restritos ao apertar de botões do controle no momento certo, hoje, é indispensável que o jogador saia da poltrona e vá botar o esqueleto pra rebolar.

Depois do lançamento do Nintendo Wii, em 2006, e a consequente popularização dos controles por movimento, jogos de dança se tornaram diversão descompromissada para todas as idades, e isso, claro, inclui crianças.

A participação do Estado é fundamental para o desenvolvimento tecnológico

A franquia Just Dance é a mais conhecida, e possui lançamentos anuais que contam com uma variedade enorme de ritmos e músicas diferentes. É uma ótima forma de fazer exercícios físicos aeróbicos e estimular às crianças a sair do sedentarismo.
Disponível para: Xbox 360, Xbox One, Playstation 3, Playstation 4, Nintendo Wii, Wii U e Switch. 

POU

Fonte: Google imagens

Uma das atividades eletrônicas mais divertidas da década de 1990 para às crianças eram, sem dúvida alguma, os famigerados "tamagotchis". Dar banho, alimentar, colocar pra dormir e limpar a sujeira do pequeno pet virtual rendia horas e mais horas de diversão. Mas isso já tem mais de duas décadas. Hoje, o tamagotchi evoluiu, e seu sucessor espiritual chama-se "Pou".

Disponível exclusivamente para smartphones, o game - que dispõe de uma interface amigável e em português - é uma ótima forma de ensinar os filhos a ter responsabilidades com um eventual (ou atual) cão ou gato, por exemplo. É porque, para que o simpático Pou fique feliz, é preciso seguir o mesmo roteiro outrora utilizado pelo tamagotchi. Pou está sujo? Hora do banho! Pou está faminto? Que tal fazer uma comidinha para ele ficar saciado? Ah, e tem que ser na dose correta, se não ele pode passar mal!
Disponível para: Smartphones. 

SÉRIE MARIO KART
Fonte: Nintendo/Divulgação

É bem verdade que as crianças poderiam interagir com a maioria dos jogos do gênero de corrida e se entreter tranquilamente, no entanto, é improvável que elas iriam se divertir tanto quanto do que com Mario Kart, uma das séries mais simpáticas, coloridas e divertidas da Nintendo.

Em jogos da série (que nasceu no famigerado Super Ninendo), os pequeninos e pequeninas aprendem a lidar, pela primeira vez, com a competitividade em jogos, já que precisam "correr" em cada pista contra 11 jogadores que são controlados pela inteligência artificial do game, ou ainda convidar outro(a) amiguinho(a) para se juntar à corrida no multijogador local.

O grande barato é que os últimos três videogames de mesa da Nintendo (Wii, Wii U e Nintendo Switch) possuem, cada um, sua própria versão de Mario Kart, que pode ser jogado com controles de movimento, havendo até mesmo periféricos que simulam uma direção de carro para tudo ficar ainda mais legal e imersivo.
Disponível para: Todos os videogames da Nintendo, em especial Wii, Wii U e Nintendo Switch.

MINECRAFT

Fonte: Microsoft/Divulgação

Brincar produzindo arquitetura cubica em um mundo enorme é fascinante, tanto para adultos quanto para crianças. Não por menos, Minecraft se tornou um ícone na cultura POP mundial. Fácil de entender o motivo. O jogador dispõe de completa liberdade para exploração, recolhendo recursos naturais para, por exemplo, forjas espadas, defesa necessária para sobreviver aos ataques de zumbis ou esqueletos (não se preocupem, papais, é tudo cartunizado e sem sangue, tanto é que o título possui classificação indicativa livre para todos os públicos). Assim, o utilizador deve tomar cuidado com os inimigos que estão sempre à espreita, aproveitando os momentos de tranquilidade para construir sua própria casa, árvores, montanhas, carros, ou seja lá mais o que a criatividade permitir fazer com o mundo de blocos.

A grande sacada educacional é que o jogo ensina geografia, matemática e engenharia de forma imperceptível e divertida. Tanto é verdade, que muitas escolas ao redor mundo já tem usado Minecraft para estimular seus alunos a aprender brincando. Acreditem: para que seu filho possa brincar de construir e reconstruir coisas com blocos ele vai precisar de uma ótima noção espacial. Depois, a criatividade é o limite!
Disponível para: Todos os consoles de videogame da atual e antiga geração, além de computadores e smartphones.

HELLO KITTY FRIENDS 

Fonte: Google Play

Nessas alturas do campeonato, é improvável que, ao menos, você já não tenha ouvido falar de uma das personagens infantis mais famosos do mundo: Hello Kitty. E se já era divertido para as crianças brincar e interagir com os bonequinhos e desenhos animados da franquia, tudo fica ainda muito mais legal com o universo eletrônico da simpática gatinha japonesa.

Em "Hello Kitty Friends", o objetivo do jogador é conectar duas ou mais figurinhas idênticas (que possuem o rosto de personagens do mundo ficcional) para progredir nos níveis deste simpático jogo do gênero de quebra-cabeças. É também possível decorar sua própria casinha, além de poder vestir Hello Kitty como a criança bem desejar.
Disponível para: Smartphones.

O mundo dos jogos eletrônicos é uma realidade cada vez mais iminente, logo, é improvável que seu filho ou filha não vai querer interagir com essa irresistível forma de entretenimento uma ora ou outra.

Além de ser uma excelente maneira de permitir que os pequenos se divirtam com segurança, é também uma estratégia excepcional para estimular a criatividade, o senso de equipe, a tolerância a frustrações, a atenção, a coordenação motora e uma série de outros benefícios, inclusive para a saúde, a exemplo do que já foi discutido em uma coluna anterior. Ah, claro, também é uma ótima forma dos pais e mães inventarem uma desculpinha pra se divertirem juntos com os filhos.

Até a próxima!

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249