contatos Assine
finanças pessoais

Sociedade de Consumo X Sociedade do Compartilhamento

19 Abril 2018 18:22:00

Colunista fala que em tempos de incentivo a consumo, internet também é lugar de compartilhar


As transformações sociais, políticas, econômicas e culturais têm trazido muitos desafios a todos nós. A tecnologia têm propiciado transformações em nosso modo de ser e se relacionar, viver, bem como no nosso comportamento, especialmente no que diz respeito ao consumo.  

A sociedade contemporânea tem sido caracterizada por alguns pesquisadores como uma Sociedade de Consumo. Mas, afinal, o que isto quer dizer?

Uma Sociedade de Consumo é aquela que possui um desenvolvimento industrial capitalista avançado, em que o consumo é incentivado para promover o crescimento econômico através da geração de empregos e tributos. Nela, as pessoas são percebidas como consumidores que buscam responder a um processo de automatização do sistema de produção. As principais características de uma sociedade de consumo são: a normalização dos produtos, padrões de consumo massificado, consumo usado para a integração social, entre outros aspectos.

As principais críticas a esta forma de viver referem-se às seguintes questões: os consumidores finais, muitas vezes, não são considerados em suas características individuais, perdendo a sua identidade, a criação de falsas necessidades levando as pessoas a desejarem e assumirem um comportamento consumista e a dificuldades no que se refere aos problemas ambientais.

Foto: Pixabay

Nesta perspectiva, tem-se a impressão de que quase tudo é muito instantâneo e transitório. Ocorre uma hipervalorização do novo, da novidade e, com frequência, descarta-se o que é usado ou considerado velho. Há um movimento de desapego em relação a quase tudo. E esta mentalidade traz implicações e consequências para a nossa realidade que impactam em nossa vida, direta ou indiretamente, e extrapolam as questões financeiras, envolvem a nossa subjetividade como um todo.

Nos últimos tempos, porém, tenho observado um novo movimento no que diz respeito ao comportamento relacionado ao consumo. Uma forma distinta do que se vivia até pouco tempo atrás: o compartilhamento. A sociedade em rede tem propiciado cada vez mais uma aproximação entre o mundo físico e o mundo digital e criado uma grande comunidade, onde as pessoas interagem, se relacionam, trocam informações e também consomem.

A explosão, no que tange a conectividade, tem possibilitado que se utilize este meio para fazer compras envolvendo, por exemplo: automóveis, imóveis, supermercado, roupas, utensílios domésticos, objetos, viagens, jogos, entre muitas outras possibilidades. As implicações disto tanto no campo econômico quanto no comportamento são bastante significativas.

Aos poucos a economia colaborativa vai ganhando mais espaço e mudando a nossas atitudes, demonstrando que estamos em um processo de transição para um novo modelo econômico. A esperança é que estas novas práticas possam contribuir para uma maior democratização da economia, para a diminuição das desigualdades e para um mundo mais sustentável.


fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249